Homem responde a anúncio do Facebook para ganhar cão e é morto na frente dos filhos

Colaboração para o UOL – O norte-americano Scott Bowman foi morto dentro de sua casa na noite da última quarta-feira em Jacksonville, nos Estados Unidos. A noiva de Scott, Chelsea Bowman, relatou o episódio para a WFTV, emissora da rede de TV ABC, dos EUA.

Chelsea explicou que eles estavam separados, mas iriam casar novamente em breve. Ela disse que o casal queria um cachorro. Por esse motivo, eles responderam a um anúncio no Facebook de um homem que queria dar um cão.

Chelsea disse que falou para o homem – cujo nome não foi informado pela polícia local – que iria levar o cachorro. Mas, segundo ela, o homem insistiu em ir com o casal para a residência deles.

Quando eles chegaram em casa, Chelsea contou que eles convidaram o homem para uma bebida, como forma de agradecimento por ganharem o cachorro. Ela observou que a partir daí as coisas ficaram estranhas. “O cara tirou os sapatos e ficou. E ele não queria sair, deixando tudo muito desconfortável”.

Segundo Chelsea, o casal reiterou ao homem que era para ele deixar o local porque as crianças precisavam dormir – mas ele se recusou a sair. “Ele passou a ficar muito instável, (parecia) muito bêbado. Meu marido (Scott) foi usar o banheiro, e ele o esperou. Depois o agarrou e começou a agarrá-lo, derrubá-lo, agredi-lo. Scott não estava vencendo a luta”.

Chelsea explicou que a sua filha lhe contou que viu o homem apontar uma arma para a cabeça de Scott, que conseguiu se desvencilhar, ficar com a arma e atirar no braço do homem. A filha disse ainda que Scott começou a correr, mas o homem atirou no seu peito.

“(A filha) Kinley começou a gritar: ‘Você atirou no meu pai! Você atirou no meu pai!’. Eu disse a ele: ‘Corra! Vá buscar ajuda!’. Enquanto isso, tentei acordar o meu marido”.

Quando os policiais chegaram, havia um homem fora que lhes contou que se envolveu no tiroteio. Por isso, ele foi detido para averiguações. A Polícia local informou que, na última sexta, os indivíduos envolvidos no tiroteio foram identificados, e a investigação está em curso.

Chelsea Bowman disse que seu marido foi assassinado, e ela quer o assassino preso. “Eu sinto falta do meu marido. Eu só quero que ele volte. Sigo pensando que foi um sonho horrível”.

Comentários