Juíza corregedora manda retirar grades das celas de cadeia pública

Cadeia pública de Almirante Tamandaré tem capacidade para seis presos, mas abriga 26 detentos  - Foto: TNONLINEA juíza Inês Marchalek Zarpelon, corregedora da Vara de Presídios de Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba, determinou nesta quinta-feira (28) a interdição total das celas do setor de carceragem da delegacia da cidade, com a retirada das grades de todas as celas, e ainda a transferência de todos os detentos em 48 horas, sob pena de multa diária de R$ 5 mil ao Departamento Penitenciário do Estado do Paraná (Depen).

Segundo a magistrada, a cadeia pública de Almirante Tamandaré tem capacidade para seis presos, mas atualmente 26 detentos estão encarcerados no local.

“A retirada das grades das celas se justifica para proteger os presos e ainda possibilitar as reformas necessárias”, justificou a juíza. Para a magistrada, “a situação da Delegacia de Polícia local no que se refere a carceragem é flagrantemente desumana”.

A juíza proibiu ainda o ingressos de qualquer preso na cadeia pública do município, até que o uso das celas da delegacia seja feito “em condições legais”.

Comentários