Menina sabida: financiamento aprovado por Bendine para Val Marchiori no Banco do Brasil foi irregular, diz TCU

Imagem relacionada

FÁBIO FABRINI
DE BRASÍLIA

Auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) concluiu que o Banco do Brasil concedeu irregularmente um financiamento à socialite e apresentadora de TV Val Marchiori. O relatório diz que os gestores da instituição descumpriram normas internas ao liberar R$ 2,79 milhões para uma empresa da qual ela é sócia.

Os recursos foram liberados em 2013, durante a gestão do ex-presidente do BB Aldemir Bendine —atualmente preso pela Operação Lava Jato—, que era amigo de Marchiori. O empréstimo foi concedido à Torke Empreendimentos, que tinha a socialite como administradora.

O dinheiro vinha do Programa de Sustentação do Investimento, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Folha revelou que Marchiori foi orientada pelo BB e, menos de um mês antes de pedir o apoio financeiro, alterou o objeto social da empresa para enquadrá-la nas regras para obtenção de crédito. A Torke passou, então, a ter entre suas atividades “o transporte rodoviário de produtos perigosos.

As investigações revelaram que Val Marchiori sempre ficavam sempre hospedados nos mesmos hotéis quando estavam viajando a trabalho ou lazer..

Resultado de imagem para Val Marchiori e Bendine
Na gestão de Bendine, preso hoje pela Lava Jato, BB financiou Porsche para socialite Val Marchiori

Valdirene Aparecida Marchiori  mais conhecida como Val Marchiori, é uma empresária, socialite, apresentadora, escritora e ex-modelo brasileira. Tornou-se conhecida ao participar do reality show Mulheres .

 

Comentários