Não tem jeito, Alcaçuz sempre estará ligada ao resto do mundo

Alcaçuz está muito mais para uma loja de celular que para um presídio.

Depois de uma rigorosa varredura feita pela Marinha no mês passado, hoje (20), numa nova revista foram encontrados 100 aparelhos de celular e duas armas de fogo.

Como os aparelhos entram no presídio ninguém sabe.

O mais interessante é que o Governo do Estado gastou uma dinheirama para instalar um bloqueador e construiu uma cerca de arame farpado para impedir que celulares, drogas e armas de fogo fossem arremessados para dentro do presídio.

Comentários