O contrato de Rogério Ceni com o Fortaleza estabelece aval a todo reforço e 50% do lucro de produto vendido

Marcel Rizzo

Rogério Ceni tem que dar o aval para qualquer contratação feita pelo Fortaleza. Esta é uma das cláusulas do contrato assinado pelo treinador com o time cearense na sexta-feira (10). Outro detalhe é que ele receberá, além do salário, metade do valor do lucro dos produtos licenciados vendidos pelo clube com sua imagem.

Esses dois detalhes evidenciam o efeito que a direção do Fortaleza espera com a contratação: o técnico e o de marketing.

O clube ainda não fez uma projeção de quanto pode faturar com a marca Rogério Ceni, seja em venda de camisas ou em contratos com empresas que queiram vincular seus produtos a ele. O salário do treinador, que segundo o jornal O Povo será de cerca de R$ 150 mil, será pago pelo clube, num primeiro momento sem auxílio de terceiros. É claro que se forem fechados contratos, parte dessa renda pode ser utilizada para o pagamentos dos vencimentos do treinador.

Comentários