Operação da Polícia Federal executada hoje foi em empresa e no apartamento do empresário Álvaro Alberto Barreto

Álvaro Alberto Barreto, diretor presidente da Companhia Hipotecária Brasileira (Foto: Alex Régis)
Álvaro Alberto Barreto, diretor presidente da Companhia Hipotecária Brasileira (Foto: Alex Régis)

Na operação deflagrada hoje em Natal pela Polícia Federal, para apurar desvios de recursos do Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social – PSH  e do Programa Minha Casa Minha Vida – PMCMV, um dos alvos dos 3 mandados de busca e apreensão foi a sede da Companhia Hipotecária Brasileira (CHB).

Outro foi o apartamento do diretor presidente da empresa, Álvaro Alberto Barreto.

Quatro agentes da PF chegaram cedo em uma viatura ao edifício Maria José Gurgel, e subiram para o apartamento dele. A investigação constatou que, na tentativa de ocultar a ação criminosa, recursos repassados nos anos de 2008 e 2009 para uma instituição financeira sediada na capital potiguar foram em parte desviados mediante a falsificação de recibos em nome de terceiros.

O objetivo da diligência é coletar provas que revelem o real destino dos recursos indicados nos recibos falsificados, havendo a suspeita de que tenham sido agentes públicos, dentre os quais, vereadores e prefeitos do interior do RN.

Fonte: Blog de Thaisa Galvão

Comentários