‘Peço desculpas’, diz técnico da Itália após vexame na Copa

Resultado de imagem para Giampiero VenturaAnsa

Duramente criticado nas redes sociais nas últimas horas, o técnico da seleção italiana, Giampiero Ventura, pediu desculpas por não ter conseguido fazer o país se classificar para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia. “Sinto que devo pedir desculpas aos italianos pelo resultado, não pelo nosso trabalho e empenho. Mas sei que o resultado é o que conta”, disse Ventura. A Itália ontem ficou no empate de 0 a 0 com a Suécia, em jogo válido pela repescagem da Europa para a Copa do Mundo.

Com esse resultado, a Azzurra não conseguiu se classificar e deixará de disputar o torneio pela terceira vez em sua história. A Itália não ficava de fora da Copa desde 1958, quando foi superada pela Irlanda do Norte nas Eliminatórias. A outra ausência da Azzurra fora em 1930.

Giampiero Ventura, de 69 anos, ainda não renunciou ao cargo de treinador. A Federação Italiana de Futebol (Federcalcio) pediu ontem “48 horas de reflexão” para analisar o futuro do técnico e da seleção. Ventura tem sete meses de contrato com salário de 1,5 milhão de euros por ano. A Federcalcio tinha renovado com ele até 2020, mas condicionando-o à participação na Copa.

Comentários