Vai sair de férias? Conheça 5 destinos brasileiros ideais para quem gosta de natureza

Priscila Carvalho

ISTOÉ

Há quem não abra mão do Brasil na hora de programar as férias. Mas, ao longo dos anos, o perfil do viajante brasileiro tem mudado e a procura por lugares não convencionais aumentou. Além disso, o preço é um dos fatores decisivos na hora de escolher um destino dentro do País. Para Viviane Pio, gerente de vendas da área de viagens da CVC, o brasileiro optou nos últimos anos pelo território nacional por causa da crise. “ Muitas vezes viajar aqui dentro proporciona uma economia maior para turista. Temos diversas opções de resorts, o que facilita uma viagem em família, por exemplo. O euro e o dólar ainda estão caros para os turistas”, diz. Abaixo, listamos cinco destinos que serão explorados ainda mais em 2018 e fogem das capitais turísticas convencionais.

Jalapão

Depois de aparecer na novela das 9 “O Outro Lado do Paraíso”, o parque Estadual do Jalapão ficou ainda mais conhecido e procurado pelos turistas. Localizado no Tocantins, o destino se tornou o local certo para os amantes do ecoturismo. A região é uma das mais bem preservadas do País e, com o acesso ainda limitado, tem paisagens quase intocadas. O local é ideal para os viajantes que curtem cachoeiras e dunas. Mas, o turista tem que estar preparado e ir na pegada “roots”. As acomodações são montadas com tendas no meio do cerrado ou em pousadas mais simples, que fogem do luxo de hotéis sofisticados. Em 2018, a prefeitura de Mateiros (Tocantins) fará algumas mudanças no acesso ao local e começará a cobrar taxa de R$20 por dia pela visita.

Capitólio

Localizada em Minas Gerais, entre a Serra da Canastra e o Lago de Furnas, a cidade possui muitos atrativos naturais. Conhecida pelos cânions, cachoeiras e piscinas naturais que se misturam entre os tons de azul e verde, Capitólio ganhou destaque em 2017 e promete continuar sendo um dos destinos mais procurados nos feriados prolongados no ano que vem. Há diversas opções para quem busca hospedagens com luxo até locais mais simples e com preços em conta para o turista. As agências de viagem recomendam visitar o local em quatro dias e, se possível, ir em grupos grandes para conseguir descontos maiores em passeios

Jericoacoara

Leia Mais

Comentários

No Brasil, empresas de internet também vão pedir para cobrar por serviço; será que o relator da proposta será o deputado Rogério Marinho?

Resultado de imagem para deputado Rogério Marinho
Deputado Rogério Marinho é especialista neste tipo de lei

As empresas de telefonia aguardarão as discussões da reforma da Previdência, em fevereiro, para pedir a Michel Temer a revisão do decreto que hoje garante a isonomia na internet (neutralidade de rede), princípio que impede as teles de cobrar mais dos clientes para determinados serviços digitais.

A estratégia foi adotada depois da decisão do Federal Communications Commision (FCC), a agência de telecomunicações dos EUA, que nesta quinta-feira (14) derrubou as regras que antes impediam tratamentos diferenciados na oferta de internet ou “microgestões” pelas teles do tráfego de dados em suas redes.

Comentários

Na eleição do CREA/RN tem briga até por estacionamentos

A confusão é grande na sede do CREA/RN onde está sendo processada, hoje (15), a eleição para nova diretoria..

Chefa uma denúncia que uma das chapas que está concorrendo, alugou dezenas de carros para simplesmente ocuparem as vagas dos estacionamentos no entorno do prédio para dificultar o acesso dos eleitores.

A mesma chapa que ocupou o estacionamento, montou uma frota de automóveis com UBER para transportar seus eleitores..

Não tem jeito para o Brasil, se numa eleição que os eleitores são engenheiros acontece coisa desse tipo, imagine o que acontece nas outras.

Confira vídeo que circula nos grupos de WhatsApp:

 

Comentários

Ex-prefeito de Mossoró Silveira Júnior é condenado por peculato

Resultado de imagem para prefeito de Mossoró Silveira Júnior
Silveira Júnior

O juiz Cláudio Mendes Júnior, da 3ª Vara Criminal de Mossoró, condenou o ex-prefeito Silveira Júnior a 4 anos e dois meses de prisão pelo crime de peculato, dentro da Operação Sal Grosso.

O caso apurava a denúncia do Ministério Público segundo a qual Silveira Júnior, ainda na condição de vereador, “entre janeiro de 2005 a julho de 2007, no Município de Mossoró/RN, FRANCISCO JOSÉ LIMA SILVEIRA JÚNIOR, no exercício do mandato de vereador daquela cidade, com a colaboração de SEBASTIÃO FAGNER SILVEIRA LIMA DE OLIVEIRA, JOÃO NEWTON DA ESCÓSSIA JÚNIOR e EDILSON FERNANDES DA SILVA, desviou, em proveito próprio, recursos financeiros liberados mensalmente aos parlamentares da Câmara Municipal de Mossoró a título de verba de gabinete, destinando, para si, dinheiro”, conforme destaca trecho da sentença que transcreve a acusação público reservado ao custeio das despesas necessárias ao funcionamento do gabinete parlamentar”.

Comentários

TRF nega seis habeas corpus pela liberdade de ex-ministro Henrique Eduardo Alves

Resultado de imagem para carlos Eduardo Alves Henrique Alves
Henrique Alves continua preso após o ex-secretário de Obras de Carlos Eduardo Alves, Fred Queiroz, indicado por Henrique, ter delatado o esquema criminoso.

Felipe Pontes – Repórter da Agência Brasil

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), com sede no Recife, negou hoje (14) seis habeas corpus que a defesa de Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) havia protocolado para tentar libertar o ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Câmara dos Deputados, que se encontra preso preventivamente em Natal desde 6 de junho, em um desdobramento da Operação Lava Jato.

No caso que levou à sua prisão, Henrique Eduardo Alves é investigado pelo Ministério Público Federal por suposto envolvimento em irregularidades envolvendo a construção da Arena das Dunas, sede da Copa do Mundo de 2014 em Natal.

O advogado Marcelo Leal, que representa o ex-ministro, afirmou que irá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra as decisões. Cada pedido de liberdade formulado pelo defensor tinha argumentações específicas. Em dois deles, se alegava incompetência da Justiça Federal do Rio Grande do Norte para julgar o caso, uma vez que os supostos fatos ilícitos teriam ocorrido em Brasília.

Nos outros habeas corpus, a defesa tentou demonstrar a inépcia das acusações contra Henrique Eduardo Alves que envolvem as construtoras Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia, por falta de provas

Comentários

Agência norte-americana acaba com neutralidade de rede na internet do país

Resultado de imagem para internetJonas Valente – Repórter da Agência Brasil

A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) revogou ontem (14) a norma que instituía a obrigação da neutralidade de rede para operadoras de telecomunicações. Por três votos a dois, o colegiado, de maioria republicana, seguiu a diretriz do governo de Donald Trump de eliminar essa regulação, aprovada sob a administração de Barack Obama em 2015.

A neutralidade de rede é um princípio segundo o qual as empresas que controlam infraestruturas de telecomunicações por onde ocorre o tráfego de dados da internet – cabos de telefone, de TV paga, satélites, antenas de transmissão de sinal de celular – não podem tratar de forma discriminatória as informações que circulam nesses espaços.

Em outras palavras, uma operadora de telefonia que também controla banda larga não pode deixar lenta ou ruim a conexão de um usuário que utilize a rede para se conectar a um serviço online de chamadas, como o Skype.

Ou seja, independentemente de o usuário usar a rede para enviar um e-mail, carregar um vídeo ou acessar um site, não pode haver privilégio ou prejuízo a nenhuma dessas informações, ou “pacotes de dados” específicos. Por essa regra, as detentoras das redes também não podem celebrar acordos comerciais com sites, aplicativos ou plataformas para que seus conteúdos sejam privilegiados e cheguem mais rapidamente a seus clientes.

A norma sobre neutralidade de rede aprovada em 2015 pela FCC determinava três exigências às operadoras: não bloquear o acesso a sites ou aplicativos, não degradar o sinal (qualidade do tráfego) de conteúdos ou serviços e não fazer qualquer tipo de favorecimento motivado por acordo econômico. O entendimento na ocasião foi de que a neutralidade é fundamental para que o interesse econômico das operadoras não prejudicasse o acesso a informações na web nem criasse um fosso entre aqueles que poderiam pagar por planos completos e caros e aqueles que ficariam nos pacotes básicos.

Comentários

PCC quer ter mais 40 mil membros até o final do ano

Flávio Costa

Do UOL, em São Paulo

Os presídios e as bocas de fumo em todo o país sediam uma audaciosa campanha de filiação. Também conhecido como o “Partido do Crime”, o PCC (Primeiro Comando da Capital) começou nos últimos meses a afrouxar de vez suas regras de “batismo” para alcançar 40 mil novos membros até o final de dezembro. O objetivo é criar um “exército” capaz de encarar as facções adversárias, como a carioca CV (Comando Vermelho) e a amazonense FDN (Família do Norte).

“A informação que surgiu é que cada membro deveria batizar uma outra pessoa”, afirma o promotor de Justiça Lincoln Gakiya, um dos maiores especialistas do país quando o assunto é PCC e integrante do Núcleo de Presidente Prudente do Gaeco (Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado). “Eles estão pegando qualquer um.”

Comentários

Pesquisa da FIERN/CONSULT para o SENADO não incluiu os nomes de Ney Lopes, Geraldo Melo e Wanderley Mariz

A pesquisa contratada pela FIERN divulgada ontem (14), no quesito para o Senado estimulada, não incluiu os nomes de pré-candidatos com representatividade em nosso Estado.

Ney Lopes de Souza que é ex-deputado federal por seis mandatos com atuação destacada tanto em Brasília como no RN; outro nome não incluído foi o ex-vice governador, governador e senador Geraldo Melo que tem uma longa e respeitada atuação política no RN.

Outro nome que ficou de fora foi o de Wanderley Mariz, ex-deputado federal por três mandatos e candidato ao Senado em 1968, que agora pretende voltar disputando uma cedeira no Senado.

Todos três nomes são colocados da mídia como candidatos, não haveria razão para exclui-los.

Os nomes de Geraldo Melo, Ney Lopes e Wanderley Mariz certamente iriam modificar os indicativos apontados na pesquisa.

O mais estranho é o fato de serem incluídos nomes que não são candidatos ao Senado..

Conheço bem como funciona essas pesquisas.. 

Comentários

Tribunal nega acesso da defesa de Lula a sistema da Odebrecht

TRF-4 manteve decisão de desembargador e impediu que advogado tivesse acesso à todas as informações dos sistemas “My Web Day” e “Drousys”

Defesa de Lula pedia acesso ao software com os documentos do setor de propina da Odebrecht

IG

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou, nesta quarta-feira (13), os pedidos da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para ter acesso aos sistemas “My Web Day” e “Drousys”, softwares usados pela Odebrecht para gerenciar a contabilidade paralela. Por unanimidade, a turma confirmou as decisões liminares proferidas pelo desembargador federal João Pedro Gebran Neto em setembro deste ano.

Segundo o advogado de Lula , estaria havendo cerceamento de defesa, pois apesar de a 13ª Vara Federal de Curitiba ter permitido que ele indicasse um perito para participar da perícia sobre o material, o desconhecimento deste impediria a correta formulação de questões a serem feitas ao profissional.

Leia Mais

Comentários

Claudio Santos desautoriza e repele propaganda partidária envolvendo seu nome

Circula nos grupos de whatsapp e nas redes sociais um banner digital propagando à candidatura do desembargador Claudio Santos ao Governo do Estado.

Como magistrado, ele não pode exercer militância política partidária e eleitoral, diante dessa situação, o desembargador informa que não autorizou nem estimulou ninguém usar sua imagem e confeccionar peças de propaganda eleitoral.

Abaixo, banner fake:

 

Comentários