Justiça do RN realizará audiências de conciliação para extinguir processos do Banco do Nordeste

O Tribunal de Justiça do RN está promovendo uma mobilização junto ao juízes de primeira instância para resolução, por meio da extinção de inúmeros processos por meio da celebração de acordos, nas demandas judiciais envolvendo o Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

A medida está sendo tocada pelo coordenador estadual do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos – NUPEMEC/TJRN, o juiz José Herval Sampaio Júnior, e se amolda à tendência da justiça potiguar de priorizar as conciliações. O fato é comprovado inclusive pelo desempenho alcançado no Justiça em Números nesta área, o qual atestou que, dentre os 12 Tribunais de Justiça de pequeno porte, o TJRN é o segundo com melhor índice de conciliações (17,6%) e, no geral, o quarto melhor TJ em termos nacionais neste quesito.

A ideia de priorizar ações em que a instituição bancária é parte atende a uma solicitação de colaboração feita pela Superintendência do Banco do Nordeste para resolução de processos por ela selecionados, em cumprimento à Lei nº 13.340/2016 e a Resolução nº 4.591/2017, atitude que se associa com a política conciliatória e com o cumprimento de metas do CNJ determinadas à Justiça potiguar.

 

Facebook Comments