Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro decide revogar prisão dos deputados Picciani, Paulo Melo e Albertassi

17.nov.2017 - A votação foi encerrada com 39 parlamentares a favor da soltura, 19 contra e uma abstençãoHanrrikson de Andrade, Paula Bianchi e Taís Vilela

Do UOL, no Rio

Os deputados da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) decidiram revogar na tarde desta sexta-feira (17) a prisão dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, todos do PMDB, assim como permitir o retorno imediato deles à Casa. A votação foi encerrada com 39 parlamentares a favor da soltura, 19 contra e uma abstenção. Para a aprovação do parecer da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), que recomendou a libertação dos peemedebistas, eram necessários 36 votos (maioria simples).

De acordo com a Alerj, o secretário da Mesa Diretora foi entregar a decisão dos deputados na cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica, para a soltura dos deputados. O advogado de Picciani, Nélio Machado, disse acreditar que o peemedebista seja solto nas próximas horas.