Mulher é hostilizada ao tentar pagar restaurante usando nota com ‘Lula Livre’

Apoiadores do ex-presidente Lula carimbaram cédulas de dinheiro com o rosto do petista e a expressão 'Lula Livre'
Reprodução

Apoiadores do ex-presidente Lula carimbaram cédulas de dinheiro com o rosto do petista e a expressão ‘Lula Livre’

Uma mulher acusou os proprietários de um restaurante localizado na Vila Madalena, em São Paulo, de tê-la agredido moralmente e verbalmente após ela tentar pagar a conta usando uma cédula carimbada com as expressões “Lula livre” e ” Marielle Presente “.

“Foi assustador! Eles não paravam de gritar e tiveram o apoio de alguns clientes que começaram a gritar também: VAI PRA CURITIBA!”, escreveu Ana Teixeira. A revolta se deu devido à expressão ” Lula Livre “, que se refere a um protesto contra a prisão do ex-presidente.

O episódio, segundo depoimento publicado pela cliente nessa quarta (9), aconteceu na última terça-feira (8), por volta das 13h45, no restaurante Komy’s . Ela conta que a proprietária do estabelecimento já havia lhe dado o troco quando percebeu o carimbo na nota.

“[A proprietária] imediatamente começou a gritar insana e descontroladamente: NÃO ACEITO ISSO! NÃO ACEITO ISSO! SUA BANDIDA! TENTOU ME ENGANAR ME DANDO A NOTA PELO OUTRO LADO. BANDIDA!”, descreveu Ana.

Além de xingá-la, a dona do restaurante teria ainda incitado clientes a hostilizar Ana. “Ela ergueu a nota na mão e começou a incitar todo o restaurante contra mim, dizendo que eu queria roubá-los pagando com nota adulterada”, explica.

Facebook Comments
Facebook