Dívida Pública Federal aumenta e vai a R$ 3,66 trilhões em abril

Por Fabio Graner e Eduardo Campos | Valor

BRASÍLIA  –  A Dívida Pública Federal (DPF) subiu 0,61% em termos nominais na passagem de março para abril, somando R$ 3,658 trilhões. Pelas metas estabelecidas no Plano Anual de Financiamento (PAF), a DPF deve oscilar entre R$ 3,78 trilhões e R$ 3,98 trilhões.

Segundo nota divulgada pelo Tesouro Nacional, a Dívida Pública Mobiliária Federal Interna (DPMFi) registrou alta de 0,48% no quarto mês de 2018, para R$ 3,524 trilhões. Por sua vez, a Dívida Federal Externa somou R$ 134,09 bilhões (US$ 38,52 bilhões), o que representa elevação de 4,02% ante março.

Em abril, as emissões da Dívida Pública Federal corresponderam a R$ 92,152 bilhões, enquanto os resgates somaram R$ 99,188 bilhões, o que resultou em resgate líquido de R$ 7,035 bilhões. Desse total líquido, R$ 6,332 bilhões correspondem a resgate líquido da Dívida Pública Mobiliária Federal interna (DPMFi) e R$ 702,9 milhões de colocação de Dívida Pública Federal Externa.

O percentual vincendo da dívida interna em 12 meses ficou em 18,69%, contra 18,48% em março. O prazo médio da dívida interna fechou abril em 4,15 anos, ante 4,12 anos em março.

Considerando a metodologia “Average Term to Maturity”, que permite melhor comparabilidade do Brasil com outros países, a vida média da dívida pública federal passou de 5,67 anos em março para 5,70 anos um mês depois.

Facebook Comments
Facebook