Primando por Parnamirim: Fisco na cola do vice colado em Taveira

Suspeita que a empresa da família de Abidene está funcionando sem Alvará da Prefeitura.

Já se foi o tempo que escolha de um vice-prefeito era ensejo de comemorações e fortalecimento de alianças.
Hoje, os vice-prefeitos estão sendo motivo de desgastes. Especialistas dizem que qualquer vice-desconhecido é melhor que um vice com problemas e desgastado.
Em Parnamirim, depois de uma reunião onde quase sai tapas,  facada e tiros, foi escolhido por uma parte dos presentes o vice-do prefeito Taveira. O escolhido foi o vereador Abidene Salustiano indicado pelo grupo do ex-deputado Gilson Moura que ainda tenta escapar das condenações na Justiça  Federal da Operação Pecado Capital. Gilson Moura tem uma parceria com Abidene numa emissora de rádio comunitária que também está sendo investigada pelos órgãos de controle suspeita de fazer política partidária, o que é proibido.
Mas depois de escolhido o vice-prefeito Abidene Salustiano começou à circular um dossiê revelando sérias complicações da empresa de sua família com dívidas tributárias.
Parece que o negócio é descolado da boa regra empresarial. Existe suspeita de prevaricação da gestão de Taveira para favorecer o vice devedor da Prefeitura.
O Blog do Primo ainda está apurando, caso se confirme as suspeitas que inclusive teria sido bloqueados bens da empresa por solicitação do fisco estadual, à candidatura do Primo Abidene que é o “homem da cola” não deverá colar.
Desde já, o Blog do Primo coloca-se a disposição do vereador Abidene, dos proprietários da empresa e da Prefeitura de Parnamirim para prestarem seus esclarecimentos .

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *