Primando pelas eleições: Pandemia criminosa de compras de votos no Agreste Potiguar

Atenção Polícia Federal, Ministério Público Eleitoral , Justiça Eleitoral estamos vivendo à pandemia da compra de votos no Município de Espírito Santo e Região Agreste. Justiça Eleitoral tem o dever de criar uma Força Tarefa para impedir ações criminosas. O Blog do Primo está com uma rede espalhada no RN Recebendo denúncias e encaminhado ao MPFE.


Parece que a Operação Rei de Judá, deflagrada na cidade de Extremoz, que também ensejou decisão proferida pelo Corregedor Regional Eleitoral Desembargador Claudio Santos, deverá surtir os “efeitos didáticos e alertar os candidatos para que se comportem dentro da lei”, como assim deseja o Corregedor.
Ação de Investigação Judicial Eleitoral ajuizada no último dia 29 pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), no Município de Espírito Santo, e Francisco Araújo de Souza, fez o Blog do Primo reverberar o desejo do Corregedor na região Agreste do nosso Estado.
Protocolada em desfavor de Fernando Luiz Teixeira de Carvalho, atual prefeito e candidato à reeleição, Luiz Antônio Venceslau, candidato a vice-prefeito, ambos na mesma chapa majoritária, e Joab Gomes de Lima, candidato a vereador no município, a ação objetiva comprovar o uso de dinheiro e poder em benefício das candidaturas dos representados, bem como a forma como estes fazem “política” e os meios obscuros com os quais tentam se reeleger, fato que, conforme declarações colhidas de populares “já se tornou um comportamento rotineiro nos últimos meses, em especial pelo representado Fernando Teixeira.” O preferiria Fernando Texeira está envolvido várias suspeitas de práticas criminosas dentre elas formações de quadrilha, enriquecimento ilícito, peculato e contratação de servidores fantasmas. Até sua esposa constrangeu o Presidente da Assembleia montando  laranjas sem o devido conhecimento da diretoria geral que provocou a Operação Canastra Real que até hoje perambula nas barras da justiça do RN.
A compra de votos funciona sempre em meio de outras pessoa .Ah! Aqui já tem gente esperando a visita do prefeito pra receber dinheiro. Tem gente até que já sabe o que fazer com o que receber”, relata Manoel da Silva, 66 anos, morador do Sítio Tabocas, distrito municipal.
Maria da Piedade da Silva, 53 anos, moradora do Bairro Novo, diz “que todo mundo recebe, porque quem vai recusar dinheiro?”. E acrescenta: “mas quem recebe tem que participar ́das coisas ́que o prefeito ou a filha dele fazem. Parece até que ele tem um olho em cada esquina.”
Já Joseane Moreira Dias, 48 anos, moradora do Bairro Centro, afirma que “o Prefeito Fernando Teixeira chega na casa das pessoas oferecendo emprego e dinheiro para que as pessoas façam sempre o que ele quer. Chega na casa de um oferece R$ 2.000,00, chega na casa de outro oferece outro, e aqui é direto. Ele domina as pessoas aqui através do dinheiro. Eu mesma conheço muitas pessoas que estão do lado dele porque ele compra e não por livre e espontânea vontade.” Esses são testemunhos recebidos pelo Blog do Primo.
Para comprovar as alegações, os autores junta aos autos, um vídeo onde se vê claramente que os Representados Fernando Luiz Teixeira e Joab Gomes de Lima procuraram o Sr. José Cordeiro de Almeida (então candidato a vereador pelo partido representante PSB) e, após oferecerem e acertarem a entrega de dinheiro a este, e, de igual modo, a garantia de cargos públicos para o Sr. José Cordeiro, lhe fazem assinar um Termo de Renúncia onde o mesmo desiste de sua candidatura para que passe a apoiá- los.
Por ser de conhecimento público, este Blog verificou os autos de no 0600608- 57.2020.6.20.0009, que está em trâmite na Comarca de Goianinha, e constatou que, ao que tudo indica, o tempo revelou que o intento dos representados foi alcançado, uma vez que, de forma surpreendente o Sr. José Cordeiro de Almeida, sem qualquer razão ou justificativa aparente, surpreendeu a todos apresentando um termo de renúncia a sua candidatura ao cargo de Vereador, documento constante nos autos sob o id 13705612.
A ação pede, com base na prova dos autos, a procedência dos pedidos para cassar imediatamente, “os registros de candidatura ou o diploma (caso sejam eleitos) dos Representados FERNANDO LUIZ TEIXEIRA DE CARVALHO, LUIZ ANTÔNIO VENCESLAU e JOAB GOMES DE LIMA, pela prática de abuso de poder político e econômico e captação ilícita de sufrágio, prevista no art. 41-A da Lei n° 9.504/97 c/c o art. 22, inciso XIV, da Lei Complementar no. 64/90, para que seja declarada a INELEGIBILIDADE dos Representados para as eleições a se realizarem nos três anos subseqüentes à eleição em que se verificou o ilícito, com base no art. 22, inciso XIV, da Lei Complementar no. 64/90, bem como que seja aplicada multa a todos os Representados, nos termos do disposto na Lei n°. 9.504/97.”

Despachada pelo Juiz Eleitoral Witemburgo Gonçalves de Araújo, no mesmo dia 29 de outubro de 2020, os representados já foram notificados para, querendo, apresentarem defesa, juntar documentos e rol de testemunhas. Na mesma oportunidade foi dada ciência ao Ministério Público Eleitoral sobre o aforamento da demanda.
Agora, resta o Blog do Primo saber se os fatos narrados e os documentos já juntados aos autos, acrescidos das provas que haverão de ser produzidas, provarão ou não se os Representados andam comportando-se de maneira reprovável ou não do prefeito Fernando Texeira. Agências bancárias e supermercados da região estão movimentando volumes altíssimos de dinheiro em espécie com notas de R$ 50 e R$ 100 .

Confira vídeo com a vergonhosa e criminosamente compra de votos pelo candidato a prefeito e também pelo vereador forçando um candidato desisti de sua candidatura em troca de dinheiro , R$ 5.000 e dois empregos: uma para filha e outro para ele.

Vídeo da negociação:

 

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *