Bar cria chope “Coronelvac” para concorrer com “cloropinga”: “Essa sim é eficaz”


A aprovação do uso emergencial da Coronavac, vacina contra o coronavírusproduzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, inspirou um bar de São José dos Campos (interior do São Paulo) a lançar um chope com o sugestivo nome de “Coronelvac”, que também faz referência ao nome do estabelecimento.
“A ideia nasceu com um tom de brincadeira, foi mais para causar um alvoroço mesmo, juntamente em homenagem a liberação da vacina”, contou Natália Viana, uma das funcionárias do bar, em entrevista ao portal G1.
De acordo com Natália, a “Coronelvac” surgiu para rivalizar com outra bebida alusiva à pandemia: a “Cloropinga”, cachaça criada por um concorrente em referência à cloroquina, medicamento propagandeado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ineficaz para o tratamento da Covid-19.

“Um concorrente, que é amigo do dono do bar, tem uma bebida chamada ‘Cloropinga’ por causa da cloroquina, então tivemos a ideia da ‘Coronelvac’, essa sim tem a eficácia comprovada”, brincou Natália.

A bebida vem em uma “dose” de um litro e tem até o rótulo semelhante ao do imunizante aprovado na última semana pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A “Coronelvac” custa R$ 18,90, porém não é servida no estabelecimento porque a cidade está na fase vermelha do Plano São Paulo, que, entre outras restrições para conter o avanço da Covid-19, proíbe o consumo em bares.

“A gente já se acostumou com os protocolos e vamos seguir trabalhando de acordo com as regras e torcer pra vacina chegar logo e tudo voltar ao normal”, afirmou Rogério Córdoba, sócio proprietário do bar.

A criação de produtos diferentes tem atraído pedidos durante o período em que a cidade estiver na classificação mais restrita. “Pouco tempo no cardápio e já conseguimos vender praticamente o dobro do período”, disse.

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *