Primando pela Advocacia no Dia dos Advogados e Advogadas

O Blog do Primo homenageia os valorosos advogados potiguares e demais que labutam no RN promovendo Justiça, cidadania e defendendo nossos direitos e a cidadania.
Aqui publicamos uma galeria de grandes advogados e advogadas que honram nosso Estado.
Lembrando o grande Amaro Cavalcanti, homenageamos todos.

“A advocacia não é profissão de covardes”. Sobral Pinto
Amaro Cavalcanti


Facebook Comments
Facebook

Mais uma do PSL: Polícia Federal diz que deputado do PSL usou mãe e irmão como laranjas em acordo com empresa

O partido do Coronel da vereadora Nilda candidata a prefeita de Parnamirim tem sido um péssimo exemplo, um antro de denunciados.
Folha mostra como o agora deputado federal agiu quando assumiu posto na PF, como delegado, para atuar na Copa do Mundo em Manaus.
O deputado do PSL era delegado da Polícia Federal, pode?

O jornal Folha de S.Paulo desta terça-feira, dia 11, usou o espaço de três notas de sua mais importante coluna de política para noticiar uma investigação da Polícia Federal contra o deputado federal Delegado Pablo Olivar (PSL-AM).

Segundo o impresso, Pablo, como policial, nomeado coordenador de segurança para Grandes Eventos, em 2012, para atuar na Copa do Mundo de 2014, em Manaus, usou a mãe e um irmão como laranjas para fechar acordo com o consórcio Engevix-Encalso-Kallas, responsável pela reforma do aeroporto de Eduardo Gomes.

“Na mesma época, sua mãe e irmão criaram empresa que receberia R$ 1,2 milhão para plantar mudas no aeroporto. Eles não tinham experiência prévia”, diz uma das notas reportando-se a fatos ocorridos em 2012.

A Folha acrescenta que, além de ter atuado irregularmente no negócio, Delegado Pablo recebeu pagamento e não concluiu o serviço.

“Segundo a investigação, Pablo comandava a empresa sozinho — o que não é permitido a um policial federal. Além disso, o serviço pago não foi concluído e os custos com fornecedores não chegaram a 10% do que foi pago pelo consórcio. A PF pediu sequestro dos bens do deputado à Justiça. O deputado tem negado as acusações”.

A Folha acrescenta que, além de ter atuado irregularmente no negócio, Delegado Pablo recebeu pagamento e não concluiu o serviço.

“Segundo a investigação, Pablo comandava a empresa sozinho — o que não é permitido a um policial federal. Além disso, o serviço pago não foi concluído e os custos com fornecedores não chegaram a 10% do que foi pago pelo consórcio. A PF pediu sequestro dos bens do deputado à Justiça. O deputado tem negado as acusações”.

Fruta Investigação da Polícia Federal afirma que o deputado bolsonarista Delegado Pablo (PSL-AM) usou mãe e irmão como “laranjas” para fechar acordo com o consórcio Engevix-Encalso-Kallas, responsável pela reforma do aeroporto de Manaus. Os crimes teriam começado em 2012.

Coincidiu O deputado, policial federal, foi nomeado coordenador de segurança em Grandes Eventos em 2012, e deveria atuar durante a Copa e a Olimpíada. Na mesma época, sua mãe e irmão criaram empresa que receberia R$ 1,2 milhão para plantar mudas no aeroporto. Eles não tinham experiência prévia.

Finanças Segundo a investigação, Pablo comandava a empresa sozinho —o que não é permitido a um policial federal. Além disso, o serviço pago não foi concluído e os custos com fornecedores não chegaram a 10% do que foi pago pelo consórcio. A PF pediu sequestro dos bens do deputado à Justiça. O deputado tem negado as acusações.”

Facebook Comments
Facebook

Em plena pandemia com Assembleia fechada, deputado Kelps Lima torrou R$ 123 mil reais de verba de gabinete

Enquanto vários deputados economizaram suas verbas de gabinete, o deputado micarlista aumentou os gastos.
Kelps Lima sempre com Micarla


Em plena pandemia da COVID-19, eis que o deputado renovação Kelps Lima gastou mais de R$ 123 mil reais da sua verba de gabinete. Kelps se lançou recentemente como pré candidato a prefeito de Natal, em seu discurso diz não usar o fundo partidário na campanha. Pena que esse discurso fica apenas na eleição, pois com sua verba de gabinete não poupou nenhum pouco os cofres públicos.

Pode ser legal, mas é imoral para o momento.

Fonte: Blog do Matheus

 

Facebook Comments
Facebook

Primando por Saco Preto: Rogério Marinho calou o falante Roberto Jefferson

Saco Preto fez biquinho e Bolsonaro atendeu

O soldado Vasco deu uma circulada nos corredores do Palácio do Planalto e tomou conhecimento que o ministro Rogério Marinho reclamou da indevida interferência do presidente nacional do PTB Roberto Jerfferson na política potiguar.

Roberto Jerfferson andou ameaçado que seus partidários e bolsonaristas poderiam criar um constrangimento ao Presidente Bolsonaro em sua visita só RN.
Segundo o soldado Vasco, depois que em Rogério Marinho mexericou, o Presidente Bolsonaro mandou ligar para Roberto Jerfferson e mandou ele ficar quieto e calado.

Facebook Comments
Facebook

Primando por Parnamirim: Taveira vai de Dom Lagosta

Taveira e o famoso Dom Lagosta

O prefeito Rosano Taveira deu um canto de carroceria nos pretendentes ao posto de vice-prefeito.
Segundo o soldado Vasco, Taveira decidiu, pelo menos por enquanto em escolher o famoso “Dom Lagosta”, presidente da Câmara Municipal, vereador Zerani Guedes.
O escolhido, recentemente chamou num áudio de WhatsApp o prefeito Taveira de “Zé Buceta”.
O candidato preferido de Taveira ainda é o tabelião do PC do B Airene Paiva.

Facebook Comments
Facebook

Primando por Natal: Presidente do PDT, primo Carlos Lupi corta as pernas de Carlos Eduardo Alves

Lascou

O presidente do Diretório Nacional do PTD deixou bastante claro em postagem no seu perfil do Twitter que o que partido não vai tolerar aproximação com candidatos do bolsonarismo.
Segundo o soldado Vasco, o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves que é o presidente do PDT no RN, estaria amaçando o prefeito Álvaro Dias de apoiar o candidato que se diz de Bolsonaro, coronel Hélio,(embora Bolsonaro nunca tenha declarado apoio), caso Aila Ramalho não for aceita como sua indicação para ser candidata à vice-prefeita.
Com esta posição do PDT nacional, as pernas de Carlos Eduardo Alves foram cortadas. Ou lança Aila candidata a prefeita ou vai apoiar uma candidatura contra Bolsonaro..

Morreu Maria Preá!!

Facebook Comments
Facebook

STF desmoralizado: Ministério da Justiça se recusa a enviar dossiê sobre opositores ao MPF

Ministério da Justiça alega que pedido precisa ser encaminho ao procurador-geral da República, uma vez que envolve um ministro de Estado
Breno Pires e Jussara Soares


BRASÍLIA – O Ministério da Justiça e Segurança Pública se negou a entregar ao Ministério Público Federal (MPF) uma cópia do dossiê que monitorou 579 servidores públicos ligados a grupos antifascistas. Em resposta à Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, do Rio Grande do Sul, a pasta justifica que o pedido precisaria ser encaminhado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, por envolver diretamente um ministro de Estado. O parecer destaca, porém, que mesmo que a PGR faça a solicitação, os dados podem não ser enviados por se tratar de das atividades de inteligência.
A manifestação foi apresentada na sexta-feira, 7, em resposta a um pedido de acesso pelo MPF ao conteúdo produzido pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do ministério chefiado por André Mendonça. A pasta já havia enviado posicionamento semelhante ao Supremo Tribunal Federal, onde tramita uma ação da Rede Sustentabilidade que questiona o monitoramento de opositores.

Facebook Comments
Facebook

Mais uma encrenca do sempre suspeito PSL

Sede do PSL do RN

Investigação da Polícia Federal afirma que o deputado bolsonarista Delegado Pablo (PSL-AM) usou mãe e irmão como “laranjas” para fechar acordo com o consórcio Engevix-Encalso-Kallas, responsável pela reforma do aeroporto de Manaus. Os crimes teriam começado em 2012.

Coincidiu O deputado, policial federal, foi nomeado coordenador de segurança em Grandes Eventos em 2012, e deveria atuar durante a Copa e a Olimpíada. Na mesma época, sua mãe e irmão criaram empresa que receberia R$ 1,2 milhão para plantar mudas no aeroporto. Eles não tinham experiência prévia.

Finanças Segundo a investigação, Pablo comandava a empresa sozinho —o que não é permitido a um policial federal. Além disso, o serviço pago não foi concluído e os custos com fornecedores não chegaram a 10% do que foi pago pelo consórcio. A PF pediu sequestro dos bens do deputado à Justiça. O deputado tem negado as acusações.

PAINEL FOLHA

Facebook Comments
Facebook

Brasileira que organizava atos para Bolsonaro em Nova York joga a toalha: “foi só mais um que se vendeu”


DCM

Pitta Macedo, uma mineira que mora em New Jersey, Estados Unidos, e organizou manifestações em favor de Jair Bolsonaro em Nova York, é mais uma bolsominion arrependida.

“Há um tempo atrás eu me vestia, com orgulho, e convencia amigos e familiares que a gente tinha a esperança de um país melhor, que esse cara faria tudo diferente, mas foi só mais um que se vendeu, e mentiu !! Hoje luto contra minha decisão de 2018!”, escreveu no Facebook.

Ela, que é seguida por quase 57 mil pessoas, foi apoiada pela maioria dos que comentaram sua postagem, feita ontem.

E Bolsonaro já ganhou um novo apelido entre os eleitores arrependidos: “Minto”.

“Tua ficha demorou a cair mesmo eu te avisando. Mas fico feliz de enxergares tudo que vejo tão claramente. Sofremos uma fraude eleitoral. O MINTO enganou todos nós! É amigo do centrão e dos bandidos condenados na lava jato”, destacou Ana Cláudia, que apareceu naquele vídeo da campanha de 2018 em que se dizia “robô de Bolsonaro”.

Ruth Lea Kay, que apesar do nome é brasileira e mora nos Estados Unidos, também se disse bolsominion arrependida.

“Verdade, foi nesta luta pelo Brasil, que nós nos conhecemos em NYC. Tantas lutas pra dar em nada! Este safado não tinha tabuleiro na testa!”, comentou, na postagem em que Pitta lembra que organizou atos em favor de Bolsonaro.

“Olhando a boiada passar”, escreveu.

Hoje, ela voltou a atacar o antigo ídolo.

“O silêncio dos Bolsonaros sobre os cheques que o Queiroz depositou na conta da primeira dama é ensurdecedor e constrangedor”, afirmou.

Ms se engana quem acredita que, se voltasse no tempo e pudesse votar de novo em 2018, ela escolheria Fernando Haddad no segundo turno.

A ativista é fechada com Moro e a Lava Jato, e provavelmente por isso é que apoiou Jair Bolsonaro, o candidato que a força-tarefa de Curitiba favoreceu, com a investigação dirigida a Lula e ao PT, como mostra o mais recente capítulo da Lava Jato.

E a decepção será enorme quando constatarem que, se Bolsonaro tem Queiroz, Moro tem Carlos Zucolotto Júnior, o primeiro amigo do ex-juiz.

Segundo o advogado Rodrigo Tacla Durán, Zucolotto vendeu facilidades em acordo de delação premiada e tomou 612 mil dólares (quase 3,5 milhões de reais) de um acerto de 5 milhões de dólares.

Os sinais de que Moro não é o Messias que Bolsonaro fingiu ser está nas mãos da próprio esposa dele, Rosângela Moro, que já apareceu em público com bolsa de R$ 15 mil.

Facebook Comments
Facebook

Jefferson diz que Maia, Alcolumbre, Gilmar e Alexandre de Moraes fazem parte de uma organização criminosa

Jefferson com o presidente do PTB do RN Getúlio Batista

Em mais um ataque sem pé nem cabeça, Roberto Jefferson joga tucanos, petistas, Mandetta, Gilmar e Maia no mesmo balaio e os acusa de ser uma organização criminosa.

Para ele, o grupo “é um verdadeiro bonde do mal”.

“Uma organização criminosa numerosa que quer tomar o poder”.

Facebook Comments
Facebook