Com apresentação dos extratos, situação de Henrique Alves complica e ele vai pedir música no Fantástico

Resultado de imagem para Henrique AlvesDelatores da Odebrecht apresentam extratos de pagamentos ao PMDB e ao PT

O GLOBO

Delaatores da Odebrecht apresentaram aos investigadores da Operação Lava Jato extratos que seriam provas relativas ao pagamento de propina ao PMDB e ao Partido dos Trabalhadores (PT) por conta de um contrato de prestação de serviços da Diretoria Internacional da Petrobras.

O contrato do PAC SMS, da estatal, previa a manutenção de unidades da empresa no exterior e tinha uma previsão inicial de orçamento que superava os US$ 800 milhões. A informação foi publicada neste sábado (22) pelo jornal “Folha de S.Paulo” e confirmada pela TV Globo.

Entre os documentos, há uma planilha com vários registros de pagamentos, inclusive em contas no exterior. São 70 pagamentos que vão de US$ 256 mil a US$ 3 milhões.

As planilhas somam US$ 65 milhões que foram repassados a seis codinomes entre 2010 e 2012. Entre eles, “ferrari” e “drácula”, que seriam, segundo os delatores, o ex-senador petista Delcídio do Amaral e o atual senador pelo PT, Humberto Costa. Já o codinome “camponês, que segundo a rerportagem da “Folha de S.Paulo” é o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto.

É citado ainda o codinome “acelerado”. O nome do politico associado é o de Eduardo Siqueira CAmpos, filho do ex-governador de Tocantins pelo PSDB, José Wilson Siqueira Campos.

Também foram citados os codinomes “mestre” e, “tremito”. Na relação dos documentos já divulgados, não existem politicos relacionados a esses nomes, mas tudo indica que sejam do PMDB. O nome de políticos pode estar no material que ainda está sob sigilo para não atrapalhar as investigações.

O maior repasse foi para o codinome “acelerado”, que recebeu em 2011 e 2012, US$ 24,75 milhões e “tremito”, com US$ 19 milhões. Para distribuir esse dinheiro, a Odebrecht usou empresas em paraísos fiscais e entregas em dinheiro vivo no Brasil.

Em seu depoimento, Márcio Faria, ex-presidente da Odebrecht Engenharia Industrial, disse que participaram dessa negociação outro executivo da empreiteira, Rogério Araújo, e o lobista João Augusto Henriques, que era uma espécie de intermediário entre a construtora e o PMDB.

A propina foi de “US$ 40 milhões, que correspondiam a 5% do valor do contrato, que seria 4% para o PMDB [US$ 32 milhões] e 1% para o PT [US$ 8 milhões]”.

Segundo Márcio Faria, foi preciso marcar uma segunda reunião. Dessa vez, disse ele, com políticos do PMDB, incluindo Eduardo Cunha, Henrique Eduardo Alves e o então vice-presidente Michel Temer. O delator afirma que esse encontro era para demonstrar que os dois deputados tinham a confiança de Temer. E, ainda de acordo com o delator, ninguém falou em valores nesse encontro.

Quando os depoimentos dos delatores foram divulgados, o presidente Michel Temer usou as redes sociais e negou que tenha negociado propina.

Esses documentos foram anexados ao inquérito que investiga o senador Humberto Costa, no Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeita de também ter se beneficiado dos desvios nesse contrato. Essas provas – apresentadas agora – vão servir para reforçar a investigação e apontar novos caminhos para o esclarecimento do caso.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, não pediu a abertura de inquérito em relação ao presidente Michel Temer porque, enquanto estiver no cargo, ele tem “imunidade temporária”. Com isso, não pode ser investigado por atos que aconteceram quando ele estava em outra função.

Comentários

Delação de Delcídio poderá ser anulada

A Procuradoria-Geral da República (PGR) analisa a possibilidade de romper o acordo de colaboração premiada do senador cassado Delcídio Amaral (sem partido-MS) homologado em 2016. O revés para o ex-parlamentar é uma consequência das revelações dos ex-executivos Benedicto Júnior e Rogério Santos de Araújo, da Odebrecht, sobre repasses para campanhas eleitorais em contrapartida à atuação dele em casos de interesse da empreiteira.

Comentários

Assaltantes não respeitam mais nada, levaram até a sanfona do primo Chico da Véia em Caraúbas

18010814_1624265497600930_8090525016947935411_n

Primo Chico da Véia é um gari muito estimado na cidade de Caraúbas que fica localizada médio oeste potiguar, ele sempre teve um sonho de ser sanfoneiro mas não tinha dinheiro para comprar uma sanfona.

Amigos fizerem uma campanha e compraram a sanfona, mas, seu sonho terminou ontem quando assaltantes entraram na sua casa e levaram sua sanfona.

Há muito tempo Caraúbas tinha saído das páginas policiais, mas agora a cidade está novamente vendo criminosos atuando novamente.

Primo Chico da Véia estrou em depressão..

 

Comentários

Foto do Papa com camisa do Palmeiras pode parar na Justiça

Resultado de imagem para Papa com camisa do Palmeiras(ANSA) – Celebrada com euforia por torcedores do Palmeiras, a foto do papa Francisco segurando uma camisa do clube paulista pode virar caso de Justiça.

Procurado pelo site da emissora “ESPN”, o porta-voz do Vaticano, Greg Burke, disse que a Crefisa, patrocinadora do time alviverde, usou a imagem do Pontífice de maneira irregular.

A empresa de crédito pessoal publicou em jornais anúncios de página inteira que diziam: “O papa Francisco entrou para a Família Palmeiras e abençoou o Manto. Um patrocínio forte faz um time forte”.

“Esse é um uso não autorizado da imagem do Papa”, declarou Burke à “ESPN”. Segundo ele, a publicidade se opõe à forma como Francisco pensa, e a Santa Sé pode tomar uma “atitude legal” contra a Crefisa.

Desde o início de seu pontificado, em 2013, Jorge Bergoglio já fez diversas críticas ao capitalismo e à “lógica do lucro a qualquer custo”.

Comentários

Dória sai em defesa de Alckmin das citações dos delatores da Odebrecht de recebimento de propinas

Doria e alckmin
Alckmin e Doria

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta sexta-feira que o seu padrinho político, o governador Geraldo Alckmin (PSDB), está “muito constrangido” com a citação a seu nome feita por delatores da Odebrecht. Três executivos da empreiteira afirmaram à Procuradoria-Geral da República (PGR) que Alckmin usou o cunhado como intermediário para receber 10,7 milhões de reais via caixa 2 do chamado setor de propinas da empresa. O governador nega.

“Muito constrangido, muito constrangido”, disse Doria ao ser questionado sobre a reação do governador. “Evidentemente que alguém que tem uma vida limpa, construída com modéstia como ele, fica evidentemente constrangido diante dessas circunstâncias”, disse ele em Foz do Iguaçu, onde participou pela primeira vez como prefeito do Fórum de Líderes Empresariais, que está em sua 16ª edição e é organizado pelo Grupo Doria, do qual até ano passado era presidente.

No evento desta sexta-feira, entre os palestrantes estavam o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco (PMDB); o ministro das Cidades, Bruno Araujo (PSDB), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ); o senador Romero Jucá (PMDB-RR); e o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), alvos de inquéritos abertos no STF decorrentes das delações da Odebrecht; e o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) e o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), citados e investigados em petições remetidas a outras instâncias.

De acordo com os delatores Benedicto Barbosa da Silva Júnior, Carlos Armando Guedes Pachoal e Arnaldo Cumplido de Souza e Silva, o dinheiro do Grupo Odebrecht teria sido repassado ao então candidato Geraldo Alckmin, a pretexto de contribuição eleitoral, 2 milhões de reais no ano de 2010 e 8,3 milhões no ano em 2014. As citações foram remetidas ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que tem competência para julgar governadores e deve decidir se abre ou não uma investigação contra o tucano.

 

Comentários

Deputado Carlos Augusto Maia está sendo acusado de trocar Parnamirim pela Tromba do Elefante

Depois da derrota para prefeito, o deputado Carlos Augusto Maia abandonou Parnamirim, é o que está dizendo boa parte da população do município.

Segundo leitores do Blog do Primo, parece que o deputado ficou revoltado com a derrota e teria brigado com vários dos seus cabos-eleitorais.

Até com os financiadores da campanha ele teria se afastado. 

O grupo politico que fez a campanha dele para deputado já está pensando em lançar outro nome.

O deputado, mesmo sabendo que Parnamirim é um município com altíssimos indicadores de violência, prefere fazer audiências publicas sobre segurança nos municípios da Tromba do Elefante na região oeste do RN onde a sua namorada é prefeita do pequeno município de João Dias.

Confira o convite do deputado: Audiencia carlos Augusto Maia

Comentários

Setores produtivos do RN podem lançar Ney Lopes para o Senado em 2018

Reconhecido como um dos maiores parlamentares do Brasil, o ex-deputado federal Ney Lopes tem sido sondado por vários setores do RN para disputar uma cadeira no Senado Federal.

Diante do desgaste dos senadores José Agripino e Garibaldi Alves que tiveram seus nomes envolvidos e suspeitos na Operação Lava-Jato, Ney Lopes aparece como uma pessoa capaz de restaurar a imagem do RN no Senado.

Resultado de imagem para Ney LopesSegundo uma velha raposa política, eleger um senador suspeito e investigado não é bom para o Estado, na condição de suspeito o senador não tem autoridade para defender com independência os interesses do RN, eles sempre serão reféns de seus processos e dos seus acusadores e julgadores.

Setores da industria, comércio e agro-negocio do RN sabem que Agripino e Garibaldi estão ‘bichados’, e nessas condições não tem forças para nada. Os líderes desse seguimentos importantes da economia potiguar também sabem que não adianta eleger uma pessoa sem experiência parlamentar, legislativa e sem trânsito em Brasília.

Como deputado federal votado em todos os municípios do RN, Ney Lopes conhece a realidade de cada um, sua convivência por mais de 30 anos com prefeitos e vereadores deu para ele uma visão municipalista. Com o mesmo conhecimento que discutiu temas de relevância continental quando foi Presidente do Parlamento Latino Americano, Ney discutia assuntos dos pequenos municípios do RN.

Segundo o influente empresário, Ney Lopes é uma pessoa que atende bem em todos os quesitos de experiência, prestígio, trânsito e respeito, disse ao Blog do Primo  – Eleger um senador bichado como Agripino e Garibaldi é o mesmo que substituir uma peça original do motor de um carro por uma genérica, que certamente vai comprometer o  rendimento do motor, alertou o empresário do comércio de automóveis.

 

Comentários

Há 11 meses Léo Pinheiro, da OAS, inocentou Lula e o MP não aceitou a delação

247

Considerada a “bala de prata” contra Luiz Inácio Lula da Silva, que seria eleito mais uma vez para comandar o País se as eleições fossem hoje, a delação do empresário Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, só foi aceita depois que ele decidiu mudar sua versão para incriminar o ex-presidente.

Em junho do ano passado, segundo reportagem de Bela Megale e Mario Cesar Carvalho, na Folha de S.Paulo, a delação “travou” depois que ele inocentou Lula.

Também no ano passado, em agosto, a delação foi suspensa quando vazaram trechos que incriminaram o senador Aécio Neves (PSDB-MG), e não Lula.

Logo depois, a revista Veja publicou um suposto trecho envolvendo o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal, o que levou o procurador-geral Rodrigo Janot a pedir a anulação do acordo.

Leia (acesse) a reportagem da Folha de junho do ano passado.

As negociações do acordo de delação de Léo Pinheiro, ex-presidente e sócio da OAS condenado a 16 anos de prisão, travaram por causa do modo como o empreiteiro narrou dois episódios envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A freada ocorre no momento em que OAS e Odebrecht disputam uma corrida para selar o acordo de delação.

Segundo Pinheiro, as obras que a OAS fez no apartamento tríplex do Guarujá (SP) e no sítio de Atibaia (SP) foram uma forma de a empresa agradar a Lula, e não contrapartidas a algum benefício que o grupo tenha recebido.

A versão é considerada pouco crível por procuradores. Na visão dos investigadores, Pinheiro busca preservar Lula com a sua narrativa.

O empresário começou a negociar um acordo de delação em março e, três meses depois, não há perspectivas de que o trato seja fechado.

Comentários

Raniere quer assumir controle de Natal em decorrência das fortes chuvas

Blog do Primo foi informado que o presidente da Câmara Municipal de Natal está convocando secretários da Prefeitura de Natal e Defesa Civil para elaborar um plano emergencial para desenvolver ações de controle aos danos provocados pelas fortes chuvas registradas em Natal. O presidente da Câmara quer que seja feito um monitoramento e relatórios.

O presidente da Câmara vai visitar todas reas atingidas.

Raniere quer suprir as ausências do prefeito e vice que estão viajando.

 

Comentários

Arena das Dunas e Aeroporto de São Gonçalo são peças do ‘Lava Jatinho’ potiguar

Inauguração do Aeroporto de Natal (22)
Solenidade de inauguração do terminal de passageiros do aeroporto

As investigações da Lava-Jato ainda não chegaram 100% no RN.

A casa vai pegar fogo quando iniciarem as investigações das construções da Arena das Dunas e do terminal de passageiros do Aeroporto Aluízio Alves em São Gonçalo do Amarante.

Segundo uma fonte do Blog do Primo, a bomba ainda não estourou pelo fato do MPF do RN manter-se pachorrento na apuração dos casos.

Comentários

Câmara dos Deputados retoma projeto de lei para limitar STF

Daiane Cardoso

Em meio aos desdobramentos da Operação Lava Jato, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados retomou a análise do projeto que inclui na Lei de Crime de Responsabilidade o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) que usurpar as competências do Legislativo e do Executivo. O objetivo do projeto, segundo os autores, é acabar com o “ativismo judiciário”.

A proposta volta à discussão no momento em que o STF vai se debruçar sobre a extensão do foro privilegiado, a constitucionalidade da condução coercitiva e a necessidade de autorização prévia de Assembleia Legislativa para processar governador.

O projeto foi apresentado em março do ano passado pelos deputados Givaldo Carimbão (PHS-AL) e Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ). Na justificativa da proposta, eles alegam que a legislação é “pródiga” ao citar presidente e ministros de Estado, “mas lacônica ao fazer o mesmo com os membros do Judiciário”. “Este ativismo, se aceito como doutrina pela comunidade jurídica, fará com que o Poder Judiciário possa usurpar a competência legislativa do Congresso”, afirmam.

Quando o projeto foi apresentado, os parlamentares das bancadas evangélica e católica estavam incomodados com a permissão do STF em liberar o aborto para casos de fetos com anencefalia e com o entendimento da Primeira Turma de que a interrupção da gravidez até o terceiro mês não pode ser considerada crime.

Presidente da Frente Parlamentar Católica, Carimbão nega que a intenção seja criar atrito com o STF ou reagir à Lava Jato. “Não tem nada a ver com Lava Jato, tem a ver com ‘lava aborto'”, afirmou.

A proposta já tem parecer favorável na CCJ. Se aprovada, segue para o plenário da Câmara.

Comentários

Agora lascou: Odebrecht entrega extratos ligados a reunião com Temer

Resultado de imagem para Temer garibaldi alves
Temer e seu seguidor Garibaldi Alves

CAMILA MATTOSO
BELA MEGALE
DE BRASÍLIA

A Odebrecht apresentou à Lava Jato extratos que seriam de pagamento de propina vinculada por delatores a uma reunião com o presidente Michel Temer em 2010.

Os valores superam os US$ 40 milhões que, segundo ex-executivos, tiveram o repasse acertado em encontro com o hoje presidente, em seu escritório político paulistano.

A propina é ligada, de acordo com a Odebrecht, a um contrato internacional da Petrobras, o PAC-SMS, que envolvia certificados de segurança, saúde e meio ambiente em nove países onde a estatal atua. O valor inicial era de US$ 825 milhões.

Continue lendo Agora lascou: Odebrecht entrega extratos ligados a reunião com Temer

Comentários

Campanha Baleia Rosa usa redes sociais para incentivar boas ações

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil

Uma página nas redes sociais traz 50 tarefas para serem executadas, uma por dia, para promover o bem, tanto aos outros, como a si mesmo. A campanha Baleia Rosa está no ar desde 13 de abril, no Facebook. Em pouco mais de uma semana, a página foi curtida por mais de 240 mil pessoas.

Criado por dois amigos publicitários, o projeto tem página no Facebook, no Twitter e no Instagram, além do site oficial. Entre as tarefas propostas, estão olhar no espelho e agradecer por tudo que tem na vida, ligar para os avós, usar uma roupa nova em plena segunda-feira, pedir desculpas ou perdoar alguém – desbloquear nas redes sociais também vale – e conversar com alguém com quem não fala há muito tempo. Continue lendo Campanha Baleia Rosa usa redes sociais para incentivar boas ações

Comentários

Arrastões em barzinhos assusta natalenses

Sair de casa para frequentar um barzinho pode ser muito caro.

Assaltantes estão fazendo verdadeiros arrastões em bares de Natal.

Aparelhos de celular são os objetos cobiçados pelos assaltantes.

Os donos dos bares assaltados não divulgam os assaltos para não prejudicar a imagem de suas casas..

Muitas pessoas, estão preferindo beber em casa..

 

Comentários

Consumo diário de refrigerante diet aumenta risco de derrame e demência, indica estudo

Bebidas adoçadas artificialmente, como refrigerante diet, podem aumentar o risco de acidente vascular cerebral e demência. É o que mostra uma pesquisa da Universidade de Boston, publicada na revista científica americana Stroke .

De acordo com o estudo, tomar pelo menos uma lata de refrigerante diet por dia está associado a um risco quase três vezes maior de sofrer um acidente vascular cerebral ou desenvolver demência.

O estudo ressalta, no entanto, que a versão “normal” das bebidas, adoçadas com açúcar, não está associada ao risco de desenvolver qualquer uma dessas condições, contrariando algumas pesquisas já realizadas anteriormente.

Comentários

Judiciário? Bancos? Quais podem ser os próximos alvos da Lava Jato

BBC

Depois de chegar à investigação de oito ministros, 24 senadores e 39 deputados após delações de executivos e ex-executivos do grupo Odebrecht, a expectativa é de que a Lava Jato siga analisando depoimentos de empreiteiras – possivelmente inchando ainda mais a lista de políticos acusados de corrupção e outras atividades ilegais.

Mas há também, pelo que a BBC Brasil apurou, a expectativa de que a operação ganhe fôlego para, potencialmente, avançar por novas áreas – como o Judiciário, mais especificamente o Superior Tribunal de Justiça (STJ), e bancos e outras empresas financeiras.

Continue lendo Judiciário? Bancos? Quais podem ser os próximos alvos da Lava Jato

Comentários

Em situação complicada, UNIMED perde atendimentos da Promater

A situação da UNIMED RN é muito complicada disse um médico cooperativado.

Muitos médicos e clinicas estão deixando de prestarem serviços.

Muitos usuários estão migrando para outros planos..

Por último, o Hospital Promater suspendeu o atendimento de urgência  Pediatria e Ginecologia/Obstetrícia, como afirma nota abaixo, mas, segundo uma fonte do Blog do Primo são outros motivos que levou o Promater não atender mais os usuários do plano de saúde.

Comentários

Justiça inocenta médica acusada de matar pacientes em Curitiba

Virgínia chegou a ser presa em 2013; ela sempre negou as acusações

Virgínia chegou a ser presa em 2013; ela sempre negou as acusaçõe

Mirthyani Bezerra

Do UOL, em São Paulos

A médica Virgínia Helena Soares de Souza foi inocentada da acusação de matar sete pacientes, entre 2011 e 2013, na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Evangélico de Curitiba. Ela, que era chefe da UTI, havia sido indiciada por homicídio doloso duplamente qualificado por “antecipar a morte” (eutanásia) dos doentes.

A decisão foi dada nessa quinta-feira (20) pelo juiz Daniel Surdi de Avelar, da 2ª Vara Privativa do Tribunal do Júri, que também inocentou os médicos Edison Anselmo da Silva Júnior, Maria Israela Cortez Boccato e Anderson de Freitas e as enfermeiras Laís da Rosa Groff e Patrícia Cristina de Goveia Ribeiro, que também trabalhavam na UTI.

Continue lendo Justiça inocenta médica acusada de matar pacientes em Curitiba

Comentários

Bandeirinha gata recusa convite para posar nua

A bela bandeirinha Denise Bueno atua em jogos de várzea do futebol paulista

Denise Bueno, que já participou do concursa “A Gata do Paulistão”, do programa Globo Esporte São Paulo e quase entrou no BBB 2017, resolveu se dedicar ao mundo dos esportes. Psicóloga por formação, ela começou a atuar como bandeirinha em jogos de futebol de várzea. Seu primeiro trabalho foi no jogo do Embaçados Santos x União Campo Grande, no CDC Estrela do Campo Grande, em São Paulo. As fotos de sua atuação no primeiro jogo como bandeirinha repercutiram em toda imprensa, principalmente na internacional. Devido a todo esse sucesso, a Revista masculina Sexy convidou Denise para posar na capa da publicação, mas a musa recusou. “Futebol é a minha paixão. Ensaio nu não é meu foco agora”, conta

Comentários