soldado vasco

Robinson não vai gastar uma “ruela” patrocinando Carnavais por causa da seca

O Magão de Caicó vai ficar bem magrinho

O governador Robinson Faria anunciou que não vai ajudar financeiramente nenhuma prefeitura a promover Carnavais..

Diante a situação precária que atravessa o RN convivendo com uma seca que já vem castigando o povo por três anos, e com os reservatórios d’água em situações criticas, o governador disse que não gastaria dinheiro com o Carnaval e apelou para os prefeitos fazerem o mesmo..

 

Leia Mais

Candidatura de Luiz Henrique ganha musculatura para presidir o Senado

O candidato alternativo do PMDB à Presidência do Senado, Luiz Henrique da Silveira (SC), está convencido da conveniência de concorrer ao pleito na mesma proporção em que vê manifestações de apoio vindos da base e da oposição. Hoje (sexta, 30), depois de receber o apoio formal do PDT, ele viu a retirada da candidatura de Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), sinalizando a adesão da bancada de mais um partido, e as declarações elogiosas de cacique do PSDB no Senado. Também da oposição, o DEM já havia aderido ao nome do senador catarinense.

Nesta sexta-feira (30), depois de mais de um mês sem aparecer no Congresso, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) se reuniu com correligionários para manifestar apoio a duas candidaturas antigovernistas: a do deputado Júlio Delgado (PSB-MG), que confronta os governistas Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ); e a do senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB-SC), espécie de defecção peemedebista à recondução de Renan Calheiros (PMDB-AL), até então informal favorito na disputa.

Em coletiva de imprensa, Aécio aproveitou a movimentação no Congresso para atacar o governo Dilma Rousseff e disse que ali estava como presidente nacional do PSDB. Ele disse que havia viajado a Brasília, depois de “uns dias de férias”, para manifestar sua posição à bancada. “O caminho natural do PSDB é fortalecer a candidatura do deputado Julio Delgado. É a candidatura que, ao meu ver, apresenta as melhores condições de garantir a independência fundamental que a Câmara dos Deputados não teve nos últimos anos”, opinou o tucano.

“No Senado, não é diferente. A candidatura do senador Luiz Henrique atende a essa mesma aspiração, de nós não termos um Legislativo acuado, submisso e, principalmente, submetido às vontades e as orientações do Palácio do Planalto”, disse Aécio, referindo-se à “violência enorme” com que o comando do Congresso promoveu a aprovação o projeto de lei que, alterando a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), flexibilizou a meta de superávit fiscal, no final de 2014. “[O governo] feriu de morte a Lei de Responsabilidade Fiscal ao alterar a LDO”, disse Aécio, para quem o governo “não tem dignidade, hombridade, sequer para reconhecer os seus erros”.

Indecisão

Embora ainda não tenha uma posição fechada em seu partido, o senador João Capiberibe (PSB-AP) disse ao Congresso em Foco que muitos de seus correligionários tendem a votar em Luiz Henrique, mas ainda não há fechamento de questão em torno de seu nome. Segundo Capiberibe, a questão será decidida amanhã (sábado, 31), véspera da eleição para as Mesas Diretores do Senado e da Câmara desta nova legislatura (2015-2018).

Por sua vez, a bancada do PT espera um “entendimento dentro do PMDB”, como disse mais cedo o líder do partido no Senado, Humberto Costa (PE). No entanto, sem ignorar a boa relação entre Luiz Henrique e diversos senadores petistas, sabe que a questão do voto secreto pode dar margem à migração de votos de Renan para o colega catarinense, por parte de petistas insatisfeitos com a hegemonia do grupo do atual presidente da Casa nos últimos anos.

“É uma votação secreta. O partido, naturalmente, toma uma decisão, orienta, mas nesse caso não existe fechamento de questão. O que nós entendemos é que a discussão será suficiente para construir um posicionamento único e eu tenho certeza que é isso que vai acontecer, como já aconteceu em vários momentos”, disse Humberto Costa, dizendo resguardar o critério de proporcionalidade que dá ao PMDB a primazia na indicação do comando da Mesa. O senador informou que, a exemplo do PSB, a bancada decidirá amanhã (sábado, 31) que rumo tomar.

Leia Mais

Bradesco susta cheque de meio bi para filha de Paulo Roberto Costa

Banco diz ter se tratado de erro e, cerca de um mês após a emissão do cheque, passou a tomar providências para recuperá-lo e sustá-lo – o que já foi feito. O valor correto, alega, é R$ 500 mil

 

O Bradesco emitiu cheque administrativo de R$ 500 milhões, no último dia útil de 2014, em nome de Arianna Azevedo Costa Bachmann, filha do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, um dos delatores do esquema bilionário de corrupção descoberto na estatal pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal. O banco disse ter se tratado de erro e, na última segunda-feira (26), cerca de um mês após a emissão do cheque, passou a tomar providências para recuperá-lo e sustá-lo – o que já foi feito. O valor correto, alega, é R$ 500 mil.

Para recuperar o cheque, devolvido ontem (quinta, 29), o Bradesco chegou a pedir à Justiça um mandato de busca e apreensão contra Arianna. De acordo com o advogado dela, Raphael Montenegro, o imbróglio teve início em 30 de dezembro, quando Arianna foi a uma agência do banco, no Rio de Janeiro, para fazer um saque de R$ 650 mil em aplicação de previdência privada, montante que não estaria bloqueado por ordem da Justiça.

Um dos presos da Lava Jato, Paulo Roberto Costa terá de deixar à disposição das autoridades todo o seu patrimônio, situação que envolve alguns de seus parentes. Arianna figura como beneficiária do acordo de delação premiada que o pai fechou com o Ministério Público Federal para reduzir sua condenação.

Segundo Raphael Montenegro, a solicitação de Arianna, no último expediente bancário do ano, foi para que o montante fosse dividido em dois cheques – um de R$ 500 mil e outro de R$ 150 mil. Ela não teria conferido o valor, informa o jornal O Globo, e apenas em 3 de fevereiro percebeu que havia recebido uma quantia mil vezes mais elevada, de R$ 500 milhões.

O Bradesco inicialmente acusou Arianna de recusar devolver o cheque, que poderia ser endossado por ela, se assim ela decidisse, para outro beneficiário. A defesa de Arianna nega a recusa e explica que o banco queria efetuar a devolução de maneira informal, que ela não aceitou. Arianna, ao perceber o erro, teria procurado o banco e solicitado que a operação fosse documentada. Diante da ação judicial, ela devolveu o documento ontem (quinta, 29).

Na última segunda-feira (26), o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos inquéritos da Lava Jato em primeira instância, determinou ao Ministério Público a disponibilização de detalhes do acordo de delação premiada firmado com as duas filhas do ex-diretor de Abastecimento, Arianna e Shanni, além dos respectivos maridos, Humberto Sampaio e Márcio Lewkowicz. Segundo as investigações eles movimentaram, inclusive no exterior, recursos provenientes do esquema de corrupção que contava com executivos de empreiteiras, políticos, doleiros e ex-dirigentes da estatal.

Leia a reportagem do jornal O Globo sobre o assunto

Leia Mais

Segundo brasileiro preso na Indonésia deve ser executado em fevereiro

gularteO nome do brasileiro Rodrigo Gularte apareceu em uma lista de 11 prisioneiros que serão executados pelo governo da Indonésia, divulgada na quarta-feira (28/). As autoridades já preparam a prisão na ilha de Nusakambangan, em Cilacap, onde deve ocorrer a execução, em fevereiro. A data, no entanto, ainda não foi divulgada. Além do brasileiro, a lista inclui cidadãos da Austrália, França, Filipinas, Gana e Espanha. As informações são do The Jakarta Post.

Gularte foi preso em 2004 tentando entrar no país com 6 quilos de cocaína dentro de pranchas de surfe. A família dele tenta impedir a execução. Em entrevista ao “Fantástico” da TV Globo, uma prima disse por e-mail que o brasileiro está enlouquecendo na prisão. Ela tenta um laudo de autoridades da Indonésia constatando que o primo sofre de esquizofrenia. O diagnóstico poderia salvar o homem, já que a Indonésia não executa pessoas com doenças mentais. No entanto, todos os pedidos de clemência pedidos até agora foram negados.

Leia Mais

O grupo de Robinson está com fratura exposta e poderá ficar sequelado

 

A eleição da Assembléia Legislativa está pegando fogo.. Seja qual for o resultado o governador Robinson Faria sairá enfraquecido..

Robinson cometeu um erro grave , ele deixou seu grupo se dividir…

De um lado, seu vice-governador, Fábio Dantas, do outro o seu líder na Assembléia e leal companheiro de todas às horas, deputado, José Dias.

Sua cúpula politica fraturou, e daí pra frente não haverá confiança do lado que sair derrotado desta questão..

Robinson como líder do grupo não deveria deixar o processo andar sem seu comando.. Em política um líder não pode ficar em cima do muro.

Como diz o deputado José Adercio: “politico tem que ter lado e cara.”

Como diz a velha raposa Manuel de Brito: “em politica não existe meia confiança.”

Robinson agora não terá que só como trabalhar como bombeiro, terá que trabalhar como reconstrutor..

Pela falta de liderança do governador, no grupo dele, todo mundo manda e ninguém obedece.

Já estão falando em rompimento do deputado, José Dias.

Se a fratura for no fêmur, custará a recuperar, se for na coluna, o governo ficará sequelado e poderá não andar..

Leia Mais

Barroada de frente na casa de Robinson Faria

A eleição da Assembléia Legislativa está provocando uma barroada política no grupo do governador, Robinson Faria..

O vice-governador, Fábio Dantas é o principal articulador da candidatura do deputado estadual, Ezequiel Ferreira de Souza, e o deputado estadual, José Dias(PSD) é o fiel escudeiro da candidatura do atual presidente, Ricardo Motta a reeleição..

O deputado José Dias diz claramente que não aceita outra alternativa, e que o nome é de Ricardo.

Caso o governador apoie à candidatura de Ezequiel, o deputado José Dias diz aos em alto e bom som que vai romper.

Já o vice-governador, disse que não aceita sob nenhuma hipótese a reeleição de Ricardo.. O deputado, José Dias vai procurar ou já procurou o governador pra dizer que ele escolha, o vice-governador ou ele no grupo..

Nesta barroada de frente será difícil os dois saírem vivos.. Se continuar assim, vai morrer um ou sair ferido e sequelado..

Leia Mais

Triste de quem precisa da Justiça Potiguar

 

 

A justiça do RN faz coisas inacreditáveis! Nunca ninguém aqui na terra de Poti foi tão perseguido como eu. Como não tenho o que perder, e podem me prender, vou tornar público, todas as medidas e injustiças que cometem contra mim. Medo é uma coisa que nunca tive e respeito quem merece respeito!
Imagine vocês, que desde novembro venho lutando para passar as férias com meus amados filhos. Pedi à juíza Suiane Medeiros, para decidir sobre meu direito de férias, já que durante os seis anos da minha separação, nunca passei férias com eles. Apesar de três pareceres isentos das psicólogas peritas da justiça, meu advogado, Mauricio Barreto Filho, pediu em outubro, para a juíza decidir sobre meu direito de férias nos períodos do natal, ano novo e feriados, onde a mesma ficou com a petição até o dia 18 de dezembro, ou seja, na véspera do recesso judiciário e decidiu que quem poderia regulamentar era o TJ, alegando que havia uma decisão da 3ª Câmara do TJ e somente o tribunal poderia alterar. Resultado, mais uma vez, fui prejudicado! Recorremos para o plantão do TJRN, onde o processo foi para o desembargador, Cláudio Santos, que rapidamente decidiu ao meu favor, determinando que eu passasse 10 dias das férias escolares com meus filhos e regulamentou os feriados e datas comemorativas. A mãe dos meus filhos descumpriu a decisão do desembargador, Cláudio Santos, e entrou com um pedido de reconsideração, tal pedido foi sorteado para o desembargador, Vivaldo Pinheiro, que alegou suspeição, assim, o recurso foi redistribuído para o desembargador, Amaury Moura.
Quando o processo chegou ao desembargador Amaury Moura, a mãe dos meus filhos, foi com eles e em mais um ato explícito de “alienação parental”, em dependências da justiça, como sempre fez, com as crianças manipuladas, na presença do desembargador, para que elas falassem, que não queriam passar os 10 dias de férias comigo porque eu, “os trato mal”. Essa prática é clássica em casos de alienação parental (abuso emocional), se isso fosse feito no Tribunal de Justiça do RS, a mãe sairia punida pela justiça. O fato é que o desembargador, Amaury Moura, que demonstrou não conhecer nada sobre alienação parental, revogou a decisão do desembargador Cláudio Santos, que atuou no processo por dois anos, e novamente fui prejudicado.
Procurei pessoalmente o desembargador Amaury Moura, e mostrei que aquilo era um caso grave de alienação parental, mostramos também três laudos psicológicos da justiça recomendando, que eu passasse as férias com eles, e até o Ministério Público, que tanto combato, através de um parecer da promotora de Parnamirim, recomendando ampliar a visitação dos meus filhos, passando a ser de 15 em 15 dias e duas vezes por semana em dias úteis. O desembargador Amaury verificou o processo, passou uma semana sem decidir e ontem dia 29/01, decidiu que ele não “decidia nada”! Mandou o processo de volta para a juíza Suiane decidir. Como o desembargador não pode decidir?! Quando é para decidir contra mim, revogando uma decisão de outro desembargador, ele pode! Mas, quando é ao meu favor ele não pode! Diz que é supressão de instância?! O pior é que as férias terminam amanhã! Parece o caso de Micarla de Sousa, que ele afastou até o último dia do mandato.
Aliás, a juíza Suiane é do mesmo jeito, diz que não pode decidir. Então quem pode decidir? Eu?!
Nesta “esculhambação jurídica”, a justiça há cinco anos vem me privando de ter uma convivência saudável com meus filhos e privando também meus filhos de conviverem com o pai, e que certamente causará sequelas psicológicas neles, bem como vem apoiando uma genitora alienadora, que usa os filhos para atingir o pai, pois ficou insatisfeita com o valor da pensão e a divisão dos bens. Vale ressaltar, que no processo não existe nada que recomende o meu afastamento dos filhos, como dependência química, insanidade mental, mal tratos e outras coisas, é só perseguição!
Adianto, que tenho quase certeza que a juíza, Suiane Medeiros vai alegar suspeição depois de passar 5 anos sem conseguir regulamentar a visitação. Coisa vergonhosa para uma magistrada! Ela, para procrastinar a decisão de ampliar a visitação, manda sempre pedir um laudo psicológico, onde a psicóloga da justiça recomenda ampliar, e ela pede outro laudo. Isso ela já fez três vezes! Desculpe-me, mas não posso suportar isso! Essa situação pode continuar assim!
Quero dizer às pessoas que trabalham contra mim, promovendo perseguição, pois sou independente no meu blog, que não vou mudar, nada neste mundo vai me intimidar! Orgulho-me de lutar para ter a convivência dos meus filhos, isso além de ser um direito de pai é um dever.
Digo, ao desembargador presidente do TJRN Cláudio Santos, que a justiça não deve ser moralizada apenas no campo administrativo, nossa justiça deve deixar de ser pequena! Em seus corredores devem passar os processos anônimos e não políticos mancomunados com pessoas de má índole, usando a justiça para promover injustiças e perseguir pessoas.
Alienação Parental – Parental Alienation Alienação Parental (abuso emocional).

Leia Mais

Vereador Márcio Soares alertou irregularidades da adutora de Engate Rápido de Jucurutu‏

Num primeiro momento, segundo o vereador Márcio Soares, as obras foram feitas de forma “errada”. A empresa estava montando os canos, mas quem fez a terraplanagem e outros benefícios foram às máquinas cedidas pela Prefeitura de Jucurutu. “Denunciei este fato com fotos ao Ministério Público Federal”, diz o vereador Márcio Soares. Os canos foram arrancados.

As obras atrasaram. No início de 2014, o prefeito George Queiroz cobrou compromisso do DNOCS na conclusão da obra, que só veio acontecer no mês de junho. “Nesta época, funcionou com a metade da capacidade por um período inferior a dois meses e depois nunca mais funcionou. Está sem qualquer utilidade”, reclama o vereador.

O sistema adutor de engate rápido foi o meio que o governo do Rio Grande do Norte e o DNOCS encontrou para abastecer cidades em situação de colapso. Além de Jucurutu, o município de Pau dos Ferros também está sendo abastecida com este tipo de adutora. No caso de Jucurutu, o investimento federal foi de aproximadamente R$ 3 milhões.

Leia Mais

RN Sustentável leva prefeitos a Secretaria de Infraestrutura

 

                                         JADER TORRES É O SECRETÁRIO QUERIDO DOS PREFEITOS

jader 1
Prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro

Os prefeitos do RN estão procurando o secretário de Infraestrutura, Jader Torres para incluir seus municípios no programa RN Sustentável..

Nesta semana estiveram na com o secretário os prefeitos de Mossoró, Silveira Júnior e de Apodi, Flaviano Monteiro..

O programa RN Sustentável pode ser a redenção dos municípios do RN que estão enfrentando dificuldades financeiras..

Jader 2
Silveira Júnior, prefeito de Mossoró

 

Leia Mais

Papa: “Pais ausentes deixam graves lacunas nos filhos”

Cidade do Vaticano (RV) –  O Papa Francisco encontrou-se com os fiéis na Sala Paulo VI na audiência geral que concede semanalmente. Retomando o caminho da catequese sobre a família, o tema abordado nesta ocasião foi o ‘o pai’.

A passagem bíblica lida – em várias línguas – no início do encontro, do Evangelho de João, 14,18 (Não vos deixarei órfãos), foi a base da reflexão de Francisco.

Pai, ontem e hoje

O Pontífice começou analisando que “esta palavra – pai – possui um sentido universal e é muito cara aos cristãos, pois Jesus nos ensinou a chamar assim a Deus e a usava para manifestar a sua relação especial com Ele”.

Hoje, porém, sobretudo na cultura ocidental, o conceito de pai parece estar em crise; a figura do pai está simbolicamente ausente. No início, isso foi visto como uma libertação do ‘pai-patrão’, autoritário e censor da felicidade dos filhos. Antigamente, lembrou o Papa, era comum um certo autoritarismo; muitos pais tratavam seus filhos como escravos e não respeitavam sua autonomia, exigências pessoais; não os ajudavam a crescer em liberdade.

“Com o tempo, isso foi mudando de um extremo para o outro”, prosseguiu Francisco. O problema hoje não é mais a presença invasiva dos pais, mas a sua ausência: estão ‘foragidos’, concentrados em si mesmos. Deixam sós os filhos pequenos, na sensação de orfandade. O Papa revelou que “quando era Arcebispo de Buenos Aires sentia isso nas crianças e jovens e perguntava a seus pais se tinham tempo para os filhos, se tinham coragem e amor suficientes para brincar ou conversar com eles”.

As consequências

“A ausência do pai é muito nociva às crianças e aos jovens, produz lacunas e feridas que podem ser muito graves; e sem perspectivas e valores, eles ficam vazios e propensos a buscarem ídolos que preencham os seus corações”.

“Mas também quando estão em casa, muitas vezes não se comportam como pais, não cumprem o seu papel educativo, não dão a seus filhos, com seu exemplo, os princípios, valores e regras de vida de que precisam”.

Pais ‘deslocados’

Em certos casos – disse ainda – os pais não sabem bem que lugar ocupam na família e, na dúvida, se abstêm ou optam por uma relação ‘de igual para igual’ com os filhos. “É verdade que se deve ser companheiros dos filhos, mas sem se esquecer que se é pai, né?”.

“Sua ausência deixa os jovens sem estradas seguras, sem mestres nos quais confiar. Ficam órfãos de ideais que lhes aqueçam os corações, órfãos de valores e de esperanças que os amparem no dia a dia. São preenchidos de ídolos, mas lhes é roubado o coração, são levados a sonhar divertimentos e prazeres, mas não lhes dá a chance de trabalhar, são iludidos com o deus-dinheiro e privados das verdadeiras riquezas”.

Por isso, mais do que nunca, Francisco lembrou a promessa de Jesus: «Não vos deixarei órfãos». Somente através de Cristo a paternidade pode realizar todas as suas potencialidades segundo o plano de Deus, nosso Pai.

E terminando, esclareceu que desta vez, abordou exclusivamente as problemáticas derivadas da ausência da figura paterna; sendo um pouco ‘negativo’. Mas prometeu que na próxima quarta-feira, será analisada a beleza de ser pai e da luminosidade desta condição. “Da escurdião de hoje, passarei à luz”

No final do encontro, Francisco saudou os grupos presentes, inclusive os fiéis e pastores de Brasília, e concedeu a todos a sua bênção apostólica.

Leia Mais