Trump boicota debate e é ridicularizado por adversários

Os pré-candidatos republicanos à Presidência dos EUA durante debate em Iowa

THAIS BILENKY
DE NOVA YORK

O senador ultraconservador Ted Cruz (Texas), segundo colocado na disputa pela nomeação do Partido Republicano, procurou ocupar o espaço vazio deixado por Donald Trump caçoando dele no debate entre pré-candidatos presidenciais desta quinta-feira (28).

De partida, Cruz, ligado ao movimento de extrema direita Tea Party, ironizou ao responder a primeira pergunta, sobre o “elefante que não está na sala”, feita pela jornalista Megyn Kelly, pivô da contenda de Trump com a Fox News que o levou a boicotar o evento em Iowa, o Estado que inaugurará as primárias na segunda-feira (1).

“Eu sou um maníaco e todo mundo nesse palco é gordo, estúpido e feio”, disse. “E agora que já tivemos a porção Donald Trump, eu quero agradecer a todos aqui pelo respeito aos homens e mulheres de Iowa por comparecerem.”

O ex-governador pela Flórida Jeb Bush também ironizou. “Eu meio que sinto a falta de Donald Trump. Ele era tipo um ursinho de pelúcia para mim. Sempre tivemos uma relação tão amorosa.”

A Fox News informou que o empresário bilionário exigiu uma doação para caridade de US$ 5 milhões da emissora para que comparecesse ao evento.

Em comício nas proximidades, Trump comemorou ter roubado a atenção do debate. “Nos disseram que temos mais câmeras do que eles”, afirmou.

Na ausência do líder da disputa, Cruz se tornou o principal alvo dos adversários, mas manteve a zombaria. Reclamou com o moderador que as últimas perguntas tinham sido todas um convite para os demais pré-candidatos o atacarem e foi vaiado. “É um debate, senhor”, respondeu o moderador Chris Wallace.

Mas o senador continuou. “Olha, vou ter que dizer isso. Se vocês continuarem a fazer perguntas maldosas, eu talvez tenha de deixar o palco”, brincou, imitando Trump, para risada da plateia.

O senador Marco Rubio (Flórida), terceiro colocado na disputa, rebateu. “Não se preocupe. Não deixarei o palco por nenhuma pergunta que me fizerem”, afirmou, também sob aprovação do público.

IMIGRAÇÃO

Como tem acontecido ao longo da campanha, o tema da imigração despertou algumas das passagens mais acaloradas do debate.

A Fox News exibiu uma compilação de antigas declarações de Cruz e de Rubio em que ambos se posicionaram de forma mais tolerante com imigrantes em situação irregular.

“Essa é a mentira em cima da qual a campanha de Ted está construída”, acusou Rubio. “Você se dispôs a dizer e fazer qualquer coisa para conseguir votos.”

“Marco é muito charmoso e suave”, contra-atacou Cruz. “Mas John Adams [segundo presidente da história dos EUA] já dizia que os fatos são teimosos.” Cruz disse que, enquanto Rubio optou por ficar do lado do presidente democrata Barack Obama, ele liderou a luta contra o que chama de “anistia”, a regularização de imigrantes sem documentos.

O senador pela Flórida disse que a discussão estava fora de foco. “Não haverá progresso enquanto não se provar às pessoas desse país que a imigração ilegal está sob controle.”

Bush entrou na discussão para acusar Rubio de ter mudado de posição e ouviu de volta que ele também o havia feit

Comentários