Bolsonaro vai apresentar projeto para separar o sangue doado por homossexuais

Ele diz que o sangue doado “é todo misturado”, e que o receptor deve estar ciente se está recebendo o sangue de um heterossexual ou não.

Por Thiago Bunners

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) anunciou que vai entregar uma proposta de lei que visa possibilitar às pessoas que necessitarem de transfusão de sangue escolher se querem receber apenas sangue doado por heterossexuais.
A justificativa do projeto, segundo ele, é que homossexuais correm risco maior de contrair doenças sexualmente transmissíveis. Ele diz ainda que o sangue doado “é todo misturado”, e que o receptor deve estar ciente se está recebendo o sangue de um heterossexual ou não.
Recentemente o Ministério da Saúde flexibilizou a doação de sangue para homossexuais, que até então era proibida. Desde junho do ano passado gays e lésbicas podem doar sangue desde que tenham um parceiro fixo ou que não tenham mantido relações sexuais nos últimos doze meses.

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *