Ingrid Guimarães, Erom Cordeiro, Gustavo Machado e Aline Fanju em RAZÕES PARA SER BONITA‏


A obsessão da sociedade moderna pela aparência é o tema da peça que encerra uma

trilogia do dramaturgo americano Neil LaBute, considerado um dos principais
autores do teatro contemporâneo.

Com direção de João Fonseca, diretor
premiado e conhecido por fazer montagens criativas com uma dinâmica cênica
ousada e altamente expressiva, Razões
para ser bonita chega ao Brasil depois de uma trajetória de sucesso na
Broadway, com prêmios e indicações dos principais prêmios teatrais americanos
(Tony Award para melhor peça, ator e atriz em 2009). Em Londres também foi um
grande sucesso de público e crítica.

Com inteligência, a comédia aborda
criticamente a importância das “embalagens” no mundo contemporâneo, fala do
excesso de julgamentos que fazemos dos indivíduos à nossa volta e demonstra o
quanto o padrão de beleza vigente pode conduzir não só o cotidiano como também
influenciar decisões importantes nas vidas das pessoas.

O texto narra uma história marcante sobre a
relação entre quatro amigos que demonstra quanto o padrão de beleza vigente
pode fazer sofrer e provocar angústias.

Steph
(Ingrid Guimarães) fica sabendo
que seu namorado Greg (Gustavo Machado),
comentou com um amigo que acha o rosto dela “apenas comum”. Steph fica
transtornada e termina a relação com Greg por não suportar conviver com um
homem que não a ache bonita. A partir daí, uma sucessão de discussões e cenas
bem humoradas faz com que Greg veja o seu mundo desabar.

Enquanto isso, Leo (Erom Cordeiro), o melhor amigo de Greg, se divide entre achar o
máximo namorar uma mulher linda, Carla (Aline
Fanju), e ter um caso com uma menina mais jovem e ainda mais linda. Carla,
que é amiga de Steph, enfrenta as dificuldades de ser uma mulher muito bonita.

Todos na peça, de alguma forma, estão
presos ao modelo que valoriza o poder da beleza e da juventude. A identificação
dessa história com o público é imediata, pois retrata a realidade de um mundo
onde a aparência física é usada como principal ferramenta para definirmos quem
somos e o que pensamos dos outros.

 

Ficha Técnica:
Texto: Neil LaBute

Direção: João Fonseca

Tradução e
Adaptação:
Susana Garcia

Elenco: Ingrid Guimarães,
Erom Cordeiro, Gustavo Machado, e Aline Fanju

Iluminação: Daniela Sanchez

Cenário: Fernando Mello da
Costa

Figurinos: Antônio Medeiros

Produção musical: Ricardo Leão

Direção de Produção: Chaim Produções

Produção Executiva: Astrid Guimarães

Produção Local: Jorge Elali
Produções

Local: Teatro Riachuelo

Data: Domingo 19 de abril

Hora: 20h

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *