Robinson Faria: bateu, levou

O governador, Robinson Faria não está brincando com a oposição, com seu estilo de não querer ser soberbo, ele tem respondido tudo e a todos. Responde quem elogia seu governo e também quam faz criticas construtivas e a oposição “frustrada, raivosa e destrutiva”, como ele denomina.

Robinson concedeu entrevista, hoje (16), pela manhã, na 94FM, no programa comandado pelo jornalista Alex Viana e não deixou de classificar a oposição de “oposição minúscula e histérica”.

Confira alguns trechos da resposta do governador pinçados pela blogueira, Thaisa Galvão publicados em seu blog:

“Minha resposta é trabalhar. Quanto mais atacam o nosso trabalho, mais fico motivado a trabalhar”.

*

“O ministro é ministro do Brasil. Mas, tem um história política que deve gratidão ao Rio Grande do Norte. Foi deputado por 44 anos. O que estou achando estranho é que, até agora, o Ministério não colocou nenhuma verba do governo para o Estado. Ele tem assinado convênios para aplicar recursos do Turismo onde o prefeito é do PMDB. Temos o Museu da Rampa, a ampliação do Centro de Convenções, que precisam de recursos. Fomos até lá com a bancada, entregamos todos os projetos. Mas até agora nenhuma sinalização. Temos hoje uma disputa pelo Hub, que alimentará uma cadeia do turismo. Mas o que vejo é o Ministério do Turismo com uma prática muito política, e não pensando no desenvolvimento do estado”.

*

“Ficam pautando matérias como a que saiu sábado no Jornal Nacional, sobre o Hospital da Polícia, matéria feita em fevereiro, estava engavetada. Eu escrevi um artigo no meu instagram, no meu facebook – 5 meses não são 50 anos. Querem atacar o governo revoltados com a derrota das urnas. Já fui deputado de oposição, a oposição tem que ser propositiva. Usar a TV de sua família para atacar o governo? A população saberá discernir isso. Pegam um hospital que passou 4 anos com a obra sem concluir, mas eles não mostravam porque tinham aderido ao governo”.

*

“Nosso governo vai vencer porque é um governo com humildade, que dialoga com os setores, que ouve a população. Pela primeira vez estamos fazendo um PPA participativo, ouvindo o povo sobre o planejamento, sobre a aplicação de recursos do nosso estado, andando por todo o interior do Estado para dialogar com os setores, com a população. Prometi um governo de mudança, e essa é a mudança verdadeira”

*

“Estão prestando um desserviço ao Estado. Estão querendo atingir o governador e estão atingindo a população. Elas não estão preocupadas com a população. É uma oposição raivosa que fica planejando um pacote de maldades. Enquanto isso o governador dialogando com a população, com o servidor, um governo técnico, um governo do diálogo, que tem um governo participativo. Querem colocar o governo na mídia nacional para o prazer de meia dúzia de pessoas? O povo não vai aceitar”

*

“Sou um governador sem medo. Não tenho medo de enfrentar os problemas que estamos enfrentando. Estou botando a casa em ordem, pagando o servidor em dia, tirando o estado da inadimplência para receber recursos federais. Vieram me sugerir que eu demita servidor. Mas o servidor não vai pagar a conta no meu governo. O servidor é parceiro do governo. Sugeriram que eu demitisse quatro mil servidores. Não vou demitir nenhum. O que vamos fazer é economizar com o supérfluo. Economizamos 180 milhões de reais neste primeiro semestre e por isso pagamos a folha em dia. Somos um governo austero. E vamos reduzir mais ainda as despesas, mas sem penalizar o servidor”

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *