Petista é acusado de usar rede estatal para difamar Aécio

Estadão Conteúdo

Informações entregues pelo Twitter ao Judiciário de São Paulo e posteriormente repassadas aos advogados do senador Aécio Neves (PSDB-MG) mostram que redes do Ministério da Fazenda e do Serpro, empresa estatal de processamento de dados do governo federal, foram usadas por um militante do PT que é acusado de disseminar informações difamatórias contra o tucano.

Segundo reportagem publicada nesta quarta-feira, 17, no jornal Folha de S.Paulo, o autor das postagens é um funcionário do Serpro em Belo Horizonte chamado Márcio de Araújo Benedito. De acordo com o texto, ele é filiado ao PT e membro da comissão de ciência e tecnologia da legenda.

A assessoria jurídica do senador diz que ainda estuda quais providência tomará contra o suposto autor das mensagens, que acusam Aécio de traficar e consumir drogas, e que outros usuários estão sob análise.

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *