Executivo da Camargo diz que UTC e Odebrecht também pagaram propina

O empreiteiro Eduardo Leite, afastado da Camargo Corrêa porque foi preso pela operação Lava Jato, apontou os nomes do dono da UTC, Ricardo Pessoa, e Márcio Faria, diretor da Odebrecht, como dois representantes que sabiam do esquema de propina. Leite prestou depoimento da Justiça Federal do Paraná, base das investigações na Operação Lava Jato, na tarde de segunda-feira (18).

“Só a Camargo Corrêa pagava propina?”, perguntou o juiz federal Sérgio Moro, que dirige as ações da Lava Jato. “Não. Eu cheguei a ouvir de outras empresas que elas pagavam propina”, afirmou Leite. “O sr. pode me esclarecer?”, insistiu Moro. “Posso. O doutor Ricardo Pessoa uma determinada vez me comentou ‘pô essa situação é desconfortável, né? Esse acerto que a gente tem que fazer esses volumes de dinheiro’. Então ele fez uma reclamação nesse sentido e em outra ocasião o Márcio Faria da Odebrecht fez a mesma reclamação.”

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *