Insana: mãe é presa após sufocar bebê de seis meses para irritar ex-namorado

Jovem gravou o momento em que torturava filha de seis meses e enviou para o pai da criança

O delegado conta que Andressa gravou o vídeo para causar raiva no pai da criança. Foto: Divulgação
O delegado conta que Andressa gravou o vídeo para causar raiva no pai da criança. Foto: Divulgação

A estudante Andressa Freitas de Souza, de 20 anos, de Uruçuí, no Piauí, foi presa em flagrante na manhã desta terça-feira (19) suspeita de sufocar sua filha, uma bebê de seis meses.

A jovem gravou a tortura e enviou para o pai da criança, que mora no Pará.

O pai da criança, David Oliveira do Nascimento, recebeu as imagens e, indignado, enviou para amigos pelo WhatsApp.

As imagens logo chegaram nas mãos da polícia.

Na mensagem enviada para o pai do bebê, Andressa chama a filha de “desgraça”.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, David Allan Gomes Nolêto, a mulher foi encontrada em sua casa, com o bebê no colo, e confessou o crime.

O delegado conta que Andressa gravou o vídeo para causar raiva no pai da criança.

Nolêto afirma que Andressa não tentou se defender em nenhum momento e que ela estava calma.

“Ela não pareceu surpresa com a prisão. Ela foi muito fria.”

Andressa foi presa e irá responder por tortura, com pena que varia de dois a oitos anos de prisão, além de aumento na pena pelo crime ter sido cometido contra uma criança.

Nas redes sociais, Andressa parecia uma mãe carinhosa e orgulhosa da filha.

A bebê está com a avó materna, que afirmou à polícia desconhecer a agressão.

O delegado não descarta ouvir a mãe de Andressa, porém talvez não seja necessário já que a suspeita é ré confessa.

O celular da suspeita passará por perícia.

Fonte: R7

Facebook Comments
Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *