Delegados derrubam capitão Styverson da Lei Seca e comandante geral da PM abre sindicância para apurar indisciplina

O Comando Geral da Polícia Militar abriu procedimento e pediu a devolução do capitão Styvenson Valentim aos quadros da instituição.

Styvenson está o Departamento Estadual de Trânsito coordenando a Lei Seca.

O comandante geral da PM,  coronel Dancleiton Pereira Leite, informou que o pedido foi feito após o capitão criticar a atuação de delegados de Polícia Civil no Estado.

Em um áudio que circulou no Whatsapp o capitão afirmou que “policial civil ganha muito bem para não fazer nada. Delegado ganha 23 mil reais para não fazer nada” e disse que não fazia nada por causa da instituição, “fazia por contra própria”.

O comandante geral da PM explicou que as críticas criaram um clima instável entre o capitão Styvenson e a Polícia Civil. “As operações da Lei Seca geralmente terminam na delegacia de polícia e as declarações dele criaram um clima ruim, mesmo ele tendo se retratado.

O movimento dos delegados ameaçaram não formalizar autos de infrações da Lei Seca enquanto as blitz estiver sob o comando de Styvenson.

Além de tirar o capitão da Operação Lei Seca o comendante determinou a abertura de sindicância para apurar responsabilidade sobre o comportamento do capitão Styvenson.

IMG_0722

 

 

Facebook Comments