Dois anos de maquiagem do prefeito AVON

Faz dois anos que o prefeito, Carlos Eduardo Alves está governando Natal.. Ou seja, a metade do mandato..

Durante este tempo, o prefeito não conseguiu reabrir o mercado das Rocas, que ele começou a reformar em seu mandato anterior no ano de 2007..

Hoje ele admitiu, em entrevista ao blog da prima, Thaiza Galvão, que as obras que ele começou em 2006 de drenagem de Capim Macio e Nossa Senhora da Apresentação na Zona Norte não estão concluídas..

A maternidade Leide Morais que ele construiu e inaugurou em 2008, não aguentou as fortes chuvas caídas em Natal, fechada por ele para ‘reformas’, em 2012, continua fechada..

O Viaduto do Baldo foi interditado e continua intransitável há mais de um ano..

As obras da praia de Ponta Negra além de investigada por suspeita de superfaturamento continua inacabada..Do mesmo jeito estão as obras da praia do Meio, que além de mal feita, parecendo um camelódromo, chegou a alta estação com entulho pra todo lado..

O buraco de Mãe Luíza continua aberto esperando uma nova chuva para aumentar..

A padronização das calçadas, ele não conseguiu fazer nem a metade com o dinheiro enviado pelo governo federal, passou o prazo e ele devolveu o dinheiro..

Dos 350 abrigos para passageiros de ônibus que ele recebeu recursos do PAC-Copa, o prefeito não construiu nenhum..

A obra de drenagem do entorno da Arena das Dunas também não foi concluída..

Os dois anos de Carlos Eduardo Alves, são resumidos ao complexo viário da Arena das Dunas com recursos do governo federal e limpeza urbana nas principais avenidas que é regular, mas, a coleta de lixo na periferia é precária..

As praças e quadras de esportes foram abandonadas..

Agora no quesito maquiagem ele vai bem plantando grama nos canteiros centrais das avenidas de grande circulação..

Vale salientar que o transito e transporte público estão cada vez mais caóticos..

O prefeito está esperando chegar 2016 para tentar reinaugurar o que ficou fechado por três anos causando transtornos para o povo de Natal..

 

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *