Vereador Marcos do PSOL afirma que não tem nada a esconder

Venho a público comunicar a população natalense e norte rio-grandense, conforme tínhamos antecipado em entrevista, que acabei de protocolar no MP/PGJ – Ministério Público/Procuradoria Geral de Justiça, o procedimento N° 003086 1/2, disponibilizando o meu sigilo bancário e fiscal, assim como, abrindo todo o meu gabinete para processo investigativo da falsa denúncia de existência de Mensalinho ou Mensalão.

Com essa medida estou reafirmando a sociedade que as denúncias falsas, caluniosas, forçadamente induzidas, sem consistências e fundamento legal, não passam de uma tentativa frustrada de macular minha imagem, me silenciar e retaliar, além de confundir a opinião pública, por ser o vereador que está denunciando neste mesmo tribunal o rombo anual de cerca de R$ 12 milhões ao ano aos cofres públicos, com cargos comissionados fantasmas, todos da antiga mesa diretora da Câmara Municipal, assim como, pedindo a punição dos envolvidos na Operação Impacto.

Nosso mandato tem um sólido e profundo compromisso, alicerçado na luta pela transformação da sociedade, pautado pela honestidade e integridade ética e moral, assim como, no zelo com os recursos públicos.

É um mandato que tem lado e cor – o lado dos trabalhadores – dos mais humildes e excluídos, além de não se curvar e não se render às tentações e seduções do poder e do dinheiro ou praticar qualquer ilícito.

Marcos Antônio Ferreira da Silva
Vereador pelo PSOL

Copia original do procedimento N° 003086 1/2

 

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *