Renan furou o teto

O valor recebido pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), em propinas ultrapassou o teto de 3% definido como limite de repasses para políticos por meio dos desvios na Petrobras. A revelação é do ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa, feita em delação premiada à força-tarefa da Operação Lava Jato, que desbaratou o esquema bilionário de corrupção promovido por um cartel de empreiteiras que fraudava contratos com a petrolífera.

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *