Para dirigente do PT, ato da CUT foi ‘um marco contra golpismo’

O secretário de Organização do PT, Florisvaldo Souza, disse nesta sexta-feira (13) que os atos convocados pela CUT e o MST em defesa da democracia funcionaram como um marco em relação ao programado para o domingo contra o governo de Dilma Rousseff.

Florisvaldo admitiu que a cúpula do PT chegou a sugerir que os organizadores cancelassem as manifestações desta sexta-feira. Mas hoje reconhece que a iniciativa foi importante.

“Ficou demarcado que os golpistas estão do lado de lá”, disse ele.

Historiador e ex-dirigente do PT, Valter Pomar defendeu em seu blog a participação de petistas na manifestação.

“Como não dispomos de Estado-Maior, como parte da direção do PT e do governo parece estar entre abúlica e catatônica, a única atitude decente (a palavra é esta: decente) é estar junto de quem está com disposição de lutar aqui e agora, a começar pelas manifestações de 13 de março”, publicou.

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *