Delator diz que grupo de Renan ‘passou a perna’ em propina de R$ 800 mil

Em vídeo da delação premiada divulgado pelo jornal O Globo, ex-diretor da Petrobras conta que promessa de propina foi feita pelo deputado peemedebista Aníbal Gomes, que dizia falar em nome do senador. Pedido foi atendido, mas dinheiro nunca foi repassado, afirma Paulo Roberto

 

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa acusou o grupo do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de lhe “passar a perna” em uma propina de R$ 800 mil. Em vídeo da delação premiada, Paulo Roberto contou que a promessa de repasse foi feita pelo deputado Aníbal Gomes (PMDB-CE), apontado como representante de Renan nos pedidos feitos a ele. O valor, no entanto, ficou com o “grupo deles”, afirmou o delator. A informação é do jornal O Globo.

Segundo o ex-diretor, a propina seria paga após sua interferência em favor do Sindicato dos Práticos, interessado num reajuste de preços dos serviços. Paulo Roberto disse que foi procurado por Aníbal, que dizia falar em nome de Renan. O pedido foi atendido, mas os R$ 800 mil nunca chegaram, ressaltou.

“O Aníbal falou: ‘Paulo, se você conseguir resolver isso aqui, você vai ter um ganho de R$ 800 mil’. Só que ele nunca me deu esse valor. Ele me passou a perna”, disse o ex-diretor da Petrobras, no vídeo publicado por O Globo.

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *