Manifestantes cobram solução para crise hídrica em SP

Coletivo da Luta Pela Água

O Coletivo de Luta pela Água reuniu 2 mil pessoas em ato público e caminhada com “baldaço” pela Avenida Paulista, em São Paulo, na tarde da sexta (20). O movimento denunciou os impactos e cobrou do governador Geraldo Alckmin (PSDB) medidas urgentes contra a pior crise de abastecimento enfrentada em São Paulo.

Com baldes na mão, apitos, faixas e cartazes sob a chuva, os manifestantes seguiram até a Secretaria de Saneamento Recursos Hídricos do Estado de São Paulo (SSRH) para entrega de um conjunto de propostas do Coletivo de Luta pela Água.

Também participaram do ato público, além de outras organizações que integram o Coletivo de Luta pela Água, a Central Única dos Trabalhadores de São Paulo; o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo; Central de Movimentos Populares (CMP); a Frente de Luta pela Moradia (FLM); a Federação Nacional dos Urbanitários (FNU); a Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental (FNSA); a Marcha Mundial das Mulheres (MMM); o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e a Rede Nossa São Paulo.

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *