Egito bombardeia jihadistas para vingar os 21 cristãos decapitados

Cairo, 16 Fev 2015 (AFP) – Aviões de combate do Egito bombardearam nesta segunda-feira posições do grupo Islâmico (EI) na Líbia, horas depois que os jihadistas reivindicaram a decapitação de 21 cristão coptas egípcios em um vídeo.

“Nossas forças armadas bombardearam nesta segunda-feira acampamentos, locais de reunião e de treinamento e depósitos de armas da Daech [acrônimo em árabe do EI] na Líbia”, afirma um comunicado do exército.

Os presidentes egípcio, Adbel Fatah al Sissi, e francês, François Hollande, pediram uma reunião ao Conselho de Segurança da ONU e novas medidas para enfrentar o perigo que representa o EI, indicou a presidência francesa.

O Egito também anunciou que seu chanceler, Sameh Shoukry, participará de 18 a 20 de fevereiro na cúpula antiterrorismo de Washington.

O Cairo decretou sete dias de luto nacional, e os egípcios esperam com impaciência um anúncio oficial por parte do Conselho de Defesa Nacional, que realizou uma reunião de emergência.

O presidente Sissi prometeu castigar os “assassinos de uma maneira adequada” depois da difusão do vídeo.

Na gravação, se vê vários homens vestidos com trajes cor de laranja. Eles estão ajoelhados nas areias de uma praia em Trípoli, com as mãos amarradas nas costas. Em pé, atrás de cada um dos reféns, está um jihadista vestido de negro e com uma faca da mão, com a qual executam as vítimas.

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *