Rainha da bateria da Beija-Flor nega romance com ditador

Raissa de Oliveira foi apontada como a responsável pela homenagem a Guiné Equatoria

A rainha de bateria da Beija-Flor e responsável por trazer o enredo para a escola, Raissa de Oliveira, negou que tivesse tido um romance com o ditador Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, que governa Guiné Equatorial, país homenageado na avenida. A escola afirmou que recebeu ajuda financeira do país africano, mas não divulgou o valor.

“As pessoas confundem política com Carnaval… especulam muito”, disse, negando o romance, tanto com o ditador quanto com seu filho.

À espera do início da apuração, Raissa se mostrou muito nervosa, ainda mais em um ano no qual a maioria das escolas teve um bom desempenho na avenida. “Estou ansiosa, mas estamos felizes com o enredo. Nesse ano a disputa está bem forte, mas a esperança é a ultima que morre”. As pessoas confundem política com Carnaval", disse Raissa Foto: Rudy Trindade / FramePhoto

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *