O Ministério Público do RN está querendo tumultuar

O prejuízo da compra do prédio que eles compraram até hoje não foi explicado e ninguém foi punido.

Cada dia que passa, mais o Ministério Público do RN perde seu conceito com a sociedade potiguar. Para muitas pessoas, alguns procuradores estão usando a instituição para conseguirem vantagens absurdas como, verbas de paletó, alimentação e moradia, quando os promotores sequer moram no interior. Há poucos meses conseguiram aprovar na Assembléia, um fundo de reaparelhamento do MP que é na verdade mais grana pra eles..

Tudo isso, está sendo conseguido através do emparedamento do Poder Legislativo.

Agora, o Ministério Público tenta mais uma vez emparedar a Assembleia Legislativa do RN acusando, através de uma delação premiada, do réu, George Olímpio, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Sousa de envolvimento na Operação Sinal Fechado.

Isso tá parecendo chantagem ao chefe de um poder, o que não se entende é o fato do MPRN saber do possível e suspeito envolvimento do deputado Ezequiel e apenas denunciar depois que ele foi eleito presidente.

Fazer um presidente do Poder Legislativo refém de suas garras é tudo que o Ministério Público quer.

Este é o mesmo Ministério Público que escondeu a declaração do construtor Gilmar da Montana que afirmou ter ajudado financeiramente o senador, José Agripino na campanha quando teria doado R$ 1.0 milhão no sótão do apartamento do senador.. O assunto só veio a público depois que nosso blog divulgou..

Está claro que o MPRN quer tumultuar, ou supostamente chantagear..

 

 

 

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *