As andanças do governador Robinson Faria

O governador, tem que colocar os RN nos trilhos

Verdadeiros amigos do governador, Robinson Faria estão preocupados com o excesso de participação dele em solenidades e atos sem muita importância subtraindo o tempo que o governador poderia dedicar aos despachos administrativos com seus secretários.

Administrar é conter gastos, otimizar recursos e observar detalhes com empreendedorismo e isso demanda tempo. Observando a agenda do governador, verificamos que eles está muito fora da governadoria e viajando muito..

Os amigo estão defendendo que ele mude de estilo, tem audiências em Brasília que seus secretários podem resolver as questões, como também tem ‘solenidades’ que o governador pode enviar representantes. Visitar hospitais, escolas, Polícia Militar e delegacias com secretários  é salutar, isso é o que se chama de despachos de campo.

O falecido ex-governador, Tarcísio Maia era mestre em administrar o Estado, não participava de muitas solenidades, sempre designava seus representantes, ele tinha até um representante predileto que era o secretário, Sanderson Negreiros.

Um governador não pode participar de tudo que é convidado, por uma razão simples, faltará tempo para ele administrar.

Fiquei sabendo que tem secretário que mal conseguiram falar com o governador.

O ex-governador, Lavoisier Maia tinha como regra só viajar para os municípios de interior nas sextas-feiras à tarde e os prefeitos e lideranças adoravam..

Isto não impede que o governador, visite seus correligionários e municípios nos finais de semana.

Os especialistas defendem que nos primeiros dois anos, o governador deve planejar e tomar decisões na governadoria com seus secretários, e nos anos restantes ir ao campo fiscalizar o resultado do seu governo.

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *