Bem que eu disse pra não aprovarem a PEC 47: Lula contesta “procedimentos arbitrários” do MP

De acordo com Instituto Lula, o ex-presidente foi alvo de ‘grave violação de conduta’ por parte do procurador que deu início a investigação

O ex-presidente Lula disse que foi surpreendido pela notícia de que o procurador Valtan Timbó Mendes Furtado, da Procuradoria da República do Distrito Federal, abriu inquérito para investigá-lo por suposto tráfico de influência. Segundo ele, o Ministério Público deve explicações sobre os procedimentos investigativos que considerou “contraditórios e arbitrários”.

“Trata-se de um procedimento absolutamente irregular, intempestivo e injustificado, razão pela qual serão tomadas as medidas cabíveis para corrigir essa arbitrariedade no âmbito do próprio Ministério Público, sem prejuízo de outras providências juridicamente cabíveis”, reiterou o Instituto Lula por meio de nota.

De acordo com o instituto, Lula nunca foi objeto de investigação informal do MP, procedimento preliminar que teria sido instalado antes da abertura do inquérito, tampouco é “considerado suspeito de qualquer tipo de infração penal”. A nota ainda informa que o ex-presidente foi alvo de ‘grave violação de conduta’ por parte do procurador Anselmo Lopes, que deu início ao processo

Facebook Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *