Parada LGBT repete Virada Cultural e vira ato contra Temer em SP

Reinaldo Canato/UOLDepois de dominar a Virada Cultural em São Paulo no final de semana passado, os protestos contra o presidente interino Michel Temer (PMDB) também prevaleceram na 20ª edição da Parada do Orgulho LGBT, neste domingo (29), na capital paulista. Ativistas e políticos presentes no trio elétrico de abertura puxaram o grito “Fora Temer”, mas, antes disso, manifestantes já portavam cartazes, adesivos e até leques com frases contra o peemedebista.

Além das frases “Fora Temer” e “Temer jamais”, que apareceram em número maior, havia cartazes pedindo a volta da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e faixas “Fora todos”, contrárias a ambos. Adesivos contra o presidente interino foram distribuídos pela UNE (União Nacional dos Estudantes).

Facebook Comments